Alô, Chics!

Carná 2016

Alô, Chics!

Pra quem gosta de Carnaval, o deste ano está prá lá de bom. Depois de alguns anos de distância do povo, fechado nos grandes desfiles das escolas de samba ou em alguns clubes, o Carnaval desceu de novo para as ruas nos blocos e voltou a ocupar as cidades chamando para a farra todos os cidadãos animados que queriam participar.

Velhos, moços, pobres, ricos, juntos cantando, dançando e virando cerveja, sem dar bola para nada além da vontade de se divertir e dar um tempo nas chateações do dia a dia.

Multidão e bebida, no entanto, é uma combinação que pode dar em encrenca e que tem que ser prevenida o quanto for possível. Uma delas é o assédio sexual. Paquera é uma coisa, forçação de barra e estupro é outra, muito diferente. Por isso, garotas, se sentirem que o caldo pode engrossar - ou se está engrossando além do limite, está aqui uma informação que vai livrar seu carnaval de se tornar um drama.



Duas agências de publicidade, a Lynx e a The Aubergine Panda, fizeram uma campanha (sem fins lucrativos) que disponibiliza um número de telefone para ser chamado, caso alguma de vocês seja abordada de modo agressivo. Achei a ideia ótima. Mais informações no site www.meunumeroe180.com.br e a hashtag #MeuNúmero é180 nas redes sociais.

A frase que resume a campanha é: “Se a abordagem é agressiva, meu número é 180”.

Lembrem-se de que violência contra mulher é crime.
Sentiram insegurança? Chamem o 180 e tenham um maravilhoso Carnaval.

Beijos

 

Gloria Kalil

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Verão

Para não se iludir no verão: Gloria Kalil lista 5 tecidos que parecem frescos mas na verdade esquentam

O verão é tempo de se refrescar. A estação dá a chance de se jogar nas roupas mais leves e que nos livrem do calor - mas não adianta nada se o tecido não ajuda.

+ AS APOSTAS DE CABELO MAIS QUENTES PARA O VERÃO

"Como tudo na vida, nem tudo o que parece, é. Existem tecidos que, apesar de aparentar serem fresquinhos, podem te enganar e deixar a sensação de calor maior", diz Gloria Kalil, que enumera 5 matérias-primas que passam uma falsa impressão de leveza.

1. ALGODÃO/BRIM

 

O tecido mais usado na confecção de roupas nem sempre é leve quanto parece. "Algodão é um tecido fresco, mas não tanto dependendo da gramatura do fio. Depende de uma porção de coisas: se o fio for mais grosso e o pano mais pesado - como o jeans, por exemplo, que é também é algodão - ele vai esquentar. O jeans é um brim, cujo fio é tingido por fora. Qualquer brim é quente, porque é grosso, é muito batido e fechado - ou seja, você mal vê a trama. Toda calça em geral tem muito tecido e eles são mais fechados e quentes do que blusas".

2. CETIM

  

Vale ressaltar as diferenças que envolvem o cetim, que escorrega no corpo e dá a impressão de frescor. "O cetim pode ser de algodão, de seda ou mesmo de poliéster. Evidentemente, dependendo do peso, o cetim de algodão vai ser mais fresco que o de seda. De todos, o menos fresco é o de poliéster, porque é o menos arejado - por não ser um fio natural, e sim feito a partir do petróleo".

+ OS ÓCULOS ESCUROS DO VERÃO 2016 SEGUNDO AS PASSARELAS

3. SEDA

 

Parente do cetim, a seda é a mais enganadora dos tecidos com seu toque. "As sedas mais leves evidentemente são mais frescas que as pesadas, que tem a trama mais fechadas e são mais quentes. Mas não basta ser seda para ser fresca, a seda pode ser quente se for muito batida".

4. LÃ FRIA

Por mais que digam o contrário, a lã fria definitivamente não serve para as altas temperaturas. "Lã fria carrega o mito de que é uma lã de fio muito fino, o que supostamente a deixaria mais leve. Ela tem esse imaginário de que se dá bem, inclusive no verão. Mas no calor brasileiro, não tem lã fria que segure".

+ GLORIA KALIL ENSINA COMO USAR SAPATILHAS NO ESCRITÓRIO

5. POLIÉSTER/MICROFIBRAS

O campeão da lista no quesito 'forno'. "São os tecidos artificiais que são os mais quentes mesmo. Em geral são finos, então são bem fechadinhos e muito batidos para fechar a fibra. Quanto mais batido, menos vento e ar passam pelo tecido. Poliéster e microfibras, até quando elas tem toque de seda e parecem leves, são quentes. Olhando para elas você não diz que pode ser tão quentes quanto são".

Por fim, Gloria observa um detalhe fundamental para driblar o calor. "O que é muito importante e deve ser levado em conta nessa avaliação é cor. Claro que laranja, amarelo claro, branco, off-white e outros tons leves sempre dão uma sensação mais fresca que o cinza, marinho, preto ou qualquer cor escura. A cor pesa muito na sensação térmica também".

(TEXTO: HIGOR DORTA)

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Casa Chic

Perfumando a casa

Demorou: foi só a partir dos anos 1990 que as lojas descobriram que, assim como as pessoas marcam sua presença na memória dos outros pelo perfume que usam, elas também poderiam se fazer lembrar com o mesmo recurso. Pouco a pouco foram desenvolvendo aromas exclusivos que envolviam as clientes e que deixavam na mercadoria a mesma lembrança da marca, como o reconhecido perfume Bamboo da marca mmartan.

Hoje em dia, cheiros gostosos foram incorporados também a casas, roupas pessoais e roupas de cama e banho. São muitos os produtos aromatizadores que podemos encontrar e que serão escolhidos de acordo com a nossa personalidade e nossas preferências, são aromatizadores, referescantes de lençol, difusores de ambiente, águas de passar entre outros.

Quem quer dar um clima romântico à sua casa, seus armários e gavetas, vai achar deliciosos produtos feitos de essências florais. Quem prefere uma casa mais moderna, terá no bamboo a sua fonte de perfumes e um morador masculino pode deixar sua casa marcada com toques mais secos de madeiras... Para cada estilo, um cheiro próprio e marcante.

O que importa é deixar a casa agradável para quem mora e uma lembrança sutil e pessoal em quem tiver passado por ela.

+ VEJA OPÇÕES DE AROMATIZADORES NO ESPECIAL MMARTAN

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Fitness

Tênis de corrida não é tudo igual. Saiba como escolher o modelo ideal antes de botar o pé na pista

Nem só de design vive um tênis de corrida. Escolher o modelo apenas pelo lado estético pode ser uma grande furada para a prática do esporte - a versão errada pode ocasionar lesões sérias, assim como usar qualquer tênis do seu armário.

O educador físico José Eduardo Coghi Pompeu, da Bodytech Iguatemi, lista o que levar em conta na hora da compra.

+ ESCOLHA O SEU TÊNIS DE CORRIDA ENTRE OS ÚLTIMOS LANÇAMENTOS



1. ANTES DE COMPRAR
A primeira coisa é analisar o cabedal - ou seja, toda a parte superior do calçado. "Analise se o cabedal do tênis é confortável e ao mesmo tempo deixa o pé firme, para que o corredor possa dar as passadas com segurança". A outra coisa fundamental para levar em consideração na hora da compra é o amortecimento.
 
2. AS PISADAS
O certo seria fazer o teste da pisada em uma máquina própria, para que não haja nenhuma dúvida. Quem não tem uma à disposição, pode usar um calçado já usado como exemplo. "Se ele estiver gasto na parte de fora do tênis, na lateral e no calcanhar, sempre do mesmo lado, a pessoa possui uma pisada supinada ou neutra. Se o tênis estiver gasto na parte interna da mesma forma, a pessoa possui uma pisada pronada", explica o instrutor. Tendo esses termos na cabeça, é informação útil na hora de procurar o tênis certo.

3. EVITE UM TÊNIS DURO
O modelo para corridas não pode ter o amortecimento duro, tem que ser macio quando você pisa. Por isso, procure modelos com amortecimento que ajude o corredor a evitar lesões, como tendinite, dores nos pés e canelite (dor na tíbia) - além de melhorar o desempenho da corrida.



4. CUIDADO COM AS MOLAS
Modelos de tênis com molas já foram vendidos como ideais para corridas, mas a versão é a menos indicada. “As molas são em geral duras, o que dá amortecimento pior para quem corre.”

5. MEIA TAMBÉM!

Elas são essenciais para a boa prática da corrida. No mercado existem as meias de compressão, mais ajustadas nas partes de mais contato dos pés, como calcanhar durante o primeiro toque no chão, meio do pé na transferência da passada e na parte frontal para apoio final da passada. “As meias de corrida são mais justas nas partes dos pés mais utilizadas e tem material próprio para não esquentar o pé enquanto você corre.”

6. AMACIE

Mesmo que o calçado pareça confortável na loja, use-o antes de sair para a corrida. Vale dar uma volta para sentir se nenhuma parte do tênis machuca os pés, antes de sair correndo.

(TEXTO: BIANCA LUISI)

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail