Alô, Chics!

Tô bege

Alô, Chics!

Ninguém, mas ninguém mesmo, fica bem em um vestido de festa cor de pano de chão ou cor de batata saída da terra.

Os tons terrosos, os cáquis, os beges e seus derivados, dão certo em veludos e lãs, na composição de tweeds ou xadrezes. 

Dão certo também em brins para a confecção de calças e bermudas e qualquer peça que fique longe do rosto. A marca americana Banana Republic, nos seus áureos tempos, fez fortuna com suas linhas cáqui. Até mesmo a moda safari, quando volta a aparecer, não colabora em nada para dar um up na cara de ninguém.

Mas se tem um lugar onde ela, a cor de casca de aipim, é mortal, é em momentos de  festa. Nada combina menos com as luzes da noite do que essa cor esportiva e difícil, que escurece e suja qualquer tom de pele.

Sempre detestei homens de camisa bege, ou “creminho”. Vivo dizendo que é uma cor que abate. Usem branco, que levanta e dá a sensação de frescor e limpeza. Detesto esse meio tom que favorece ninguém: empalidece e derruba loiras e morenas.

Kim Kardashian, a irmã e o marido erraram feio na cor, durante o VMA 2015 no domingo. Olhem as fotos e me digam se concordam comigo.

  
Kim Kardashian, Kylie Jenner e Kanye West

Gloria Kalil

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Dior e eu

Tanto empenho, tanta especialização, tanto trabalho, tanto tempo... para fazer roupas? Não dá para escapar desta reflexão depois de assistir ao filme/publi/documentário Dior e eu, que entra hoje em cartaz nos cinemas da cidade.

O roteiro acompanha o primeiro dia de Raf Simons, estilista belga escolhido para substituir John Galliano no posto de diretor criativo da famosa maison da Avenida Montaigne, nº 30, até o desfile da coleção, apenas oito semanas depois.

O curto prazo de tempo foi por conta da dificuldade que o grupo LVMH teve em achar quem pegasse o posto do inglês Galliano, despedido no ato depois da desastrosa noite de bebedeira em que foi flagrado fazendo declarações antissemitas num bar de Paris.

Mostrando interessantíssimas imagens da trajetória do criador da grife desde o começo da carreira até o triunfo total com o lançamento do tailleur Bar, ícone do New Look, o documentário deixa claro o que é, e como funciona, um ateliê de alta costura na França e seu trabalho continuado até os dias de hoje.




Raf Simons, estilista belga do prêt-à-porter e com fama de minimalista, se vê de um dia para outro diante dessa formidável equipe de artesãos/artistas que esperam suas ordens para montar e por de pé mais uma coleção. Galliano morreu? Viva Simons! O show não pode parar.

E não para, graças a estes mestres da costura, da moulage, da alfaiataria que trabalham na casa, alguns há mais de 40 anos. A Alta-Costura da França, tanto a da equipe da Dior, como a da Chanel, da St. Laurent, da Hermès e algumas outras, fazem parte da cultura e da excelência do país.

Tanto empenho, tanta especialização, tanto trabalho, tanto tempo, para fazer roupas se mostram justificados por dar ao país a imagem de luxo que ela tem no mundo, ao lado de seus perfumes, suas bebidas, seus couros, sua gastronomia.

E por representar 17 bilhões de euros no PIB do país. Tá bom assim, meu bem?

Beijos,

Gloria Kalil

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Paulistanos jantando com as galinhas

Alô, Chics!

Tente ir a um restaurante da moda em São Paulo sem reserva. Não vai achar lugar. Tente marcar sua reserva para as 21h - também não vai conseguir.

Aos poucos, os pequenos restaurantes dos bons chefs, ou os bons restaurantes de preços menos estratosféricos, estão mudando o hábito dos paulistanos, que sempre foi o de ir jantar fora mais tarde, lá pelas nove da noite.



Vito, Tuju, Myia, Mani, MoDi e Arturito - alguns dos bons e pequenos de São Paulo

Chato? Chato, mas bom. Estamos aprendendo a agir como se faz em qualquer país civilizado: fazer reservas e, mais do que tudo, chegar no horário. Sim, porque além de tudo quem atrasar perde seu lugar.

É fácil ver o nível da cozinha e do prestígio dessas casas pela permanente fila que se forma todas as noites em suas portas. Não vale mais a "carteirada": “Sou Fulano de Tal. Você sabe com quem está falando”, nem os típicos e mal educadíssimos atrasos brasileiros.

Quer comer no bistrô da hora? Reserve, coma cedo e chegue na hora.

Gloria Kalil

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Cuidado com as gladiadoras

Alô, Chics!

As sandálias tipo gladiador estão na moda, sim. O que não significa que fiquem bem em todo mundo nem que sejam esteticamente equilibradas. Especialmente aquelas longas que chegam quase até o joelho. Vamos olhá-las direito?

1. Não ficam bem em pessoas mais velhas; se você não tem mais o tal frescor da juventude, opte pelas de tiras menores.



2. Não funcionam para quem tem pernas curtas; se além de curtas elas forem grossas o jeito é escolher as sandálias bem longas que redesenhem o formato das pernas. Deixe as de cano curto para quem tem canela mais fina.

3. Ao escolher sua gladiadora dourada ou prateada, olhe-se de costas; muitas delas têm apenas duas tirinhas atrás (uma na altura do tornozelo, outra na batata das pernas) e dão a impressão de que você se machucou e está usando uma prótese ortopédica.



4. As metalizadas, mesmo as de salto baixo, podem acompanhar looks de festa - embora sempre fiquem um pouco com cara de fantasia.



5. Use as suas sandálias já, porque dentro de muito pouco tempo elas vão esgotar a beleza da gente...

Beijos,
 

Gloria Kalil

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Tendencinha: prata espelho

Alô, Chics!

Já que a moda não está apresentando nenhuma grande novidade, aqui vai uma contribuição para renovar o visual, vinda da área dos acessórios: o prata espelho.

Quer deixar seu pretinho, seu branquinho ou qualquer outra cor de roupa com cara de verão 2016? Escolha um calçado ou uma bolsa prateada, mas aquele prateado liso e brilhante como um espelho. Aquele que dói no olho de tanto que reflete.



Vai bem em sandálias esportivas, sapatilhas, sandálias de salto para a noite. Aproveite que esse inverno está atacando de alto-verão para começar a usar já.

+ VEJA COMO ADOTAR O PRATA NO GUARDA-ROUPA

Gloria Kalil

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Senai Brasil Fashion, o desfile

Alô, Chics!

Não tem acontecido muito, mas às vezes a moda volta a nos surpreender e a nos dar aquele encantamento que sentimos quando se vê uma coisa nova ou bem realizada. Posso dizer sem medo que o desfile de novos talentos organizado pelo Senai Cetiqt, acontecido ontem, deu à plateia esse gostinho cada vez mais raro!

Os 9 estilistas estreantes, alunos dos cursos profissionalizantes do Senai, vindos de diversos estados do país, mostraram suas ideias e suas peças na segunda edição do Brasil Fashion, em um ótimo desfile estrelado por nossas mais lindas tops tendo como apoio uma produção sóbria, mas elegante, diante de uma bateria de jornalistas, executivos do varejo, industriais e demais convidados. Imagino o frio na barriga destes jovens!





Pois eles se saíram muitíssimo bem. Cada um deles teve, para preparar sua apresentação, o "coaching" de três dos mais conhecidos estilistas do Brasil: Alexandre Herchcovitch, Ronaldo Fraga e Lino Villaventura. Esses mestres acompanharam a concepção da coleção, a escolha dos tecidos e sua execução. Deu para ver no final do show que eles estavam orgulhosos do resultado de seus pupilos.

+ VEJA AS IMAGENS DOS 9 DESFILES

A indústria da moda está batalhando para se manter atuante. A entrada da China como canteiro de mão de obra abalou ainda mais essa atividade tão concorrida e tão competitiva. Para se ter uma chance na área é preciso pelo menos duas das seguintes qualidades: preço, marca, criatividade.

Só um profissional bem estruturado, capacitado, vai sobreviver ao mercado atual e ao futuro. Precisamos, não só de bons estilistas, mas também de boas costureiras, boas modelistas, bons cortadores. Sem uma equipe afiada um desfile como esse não teria acontecido. Parabéns a todos os que trabalharam para que ele se realizasse!

Gloria Kalil

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

»Notícias Anteriores