Alô, Chics!

Festão

Alô, Chics!

Foi muito divertida e bem organizada a festa que a revista Glamour ofereceu para premiar seus favoritos no mundo da moda, do show, do comportamento. A noite ajudou: estava linda, fez um calor agradável e não choveu. Monica Salgado (vestindo Patricia Bonaldi) estava radiante, com razão. Sua noitada foi um sucesso.

  
No tapete vermelho e entregando o prêmio de top blogueira para Thassia Naves

Muita gente bonita, bem vestida e bem maquiada; interessante como o item maquiagem deixou de ser um detalhe e passou a ter relevância na composição de um look. Tanto quanto o cabelo e aos acessórios.

A cor da noite foi o preto, seguido do vermelho; vimos também muitos vestidos bordados e brilhantes. Poucos curtos. Muito cabelo preso, muito brinco gigante, saltos vertiginosos. A única sem salto da noite foi a estilista Gloria Coelho.

Impressionou também a quantidade de vestidos com fendas e com recortes que deixavam parte do corpo, barriga e costas de fora. Gabriela Pugliese, Lalá Rudge, Sabrina Sato, Cristiana Arcangeli, Anitta, mostravam suas silhuetas perfeitas neles.

+ VEJA OS LOOKS DAS CONVIDADAS

O convite para a festa pedia traje Black Tie. O pedido foi entendido, aceito, ou muito bem interpretado. Inclusive pelos homens que de um modo geral estavam muito chiques. Não vi ninguém fora de tom.

Teve coquetel, show, bebida ótima, tudo que uma noite de gala precisa para dar certo. Parabéns glamourettes!


Foto final, com todas as premiadas

Gloria Kalil

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Combinação - o que é e para que serve?

Alô, Chics!

Combinação é uma espécie de vestidinho de alcinhas finas, muito simples, sem rendas ou enfeites, feito em tecido liso e macio como seda, cetim ou jérsei, e que é colocado embaixo de uma roupa justa ou transparente. Suas vantagens:

1. Evita que a roupa - especialmente se ela for de malha - cole na sua calcinha e suba na medida em que você anda.
2. Faz um anteparo para que gordurinhas e celulites não mostrem seus volumes num vestido de tecido muito fino.
3. Veda a transparência de uma roupa, caso seja desejado.
4. Faz com que qualquer vestido ajustado escorregue melhor no corpo.

Como se vê, uma peça muito útil.

Pois hoje saí à caça de uma delas para usar com um vestido longo e não encontrei. Fui a um dos melhores shoppings da cidade, entrei em cinco lojas de lingerie e nenhuma delas tinha uma combinação comprida. Algumas delas nem curtas (para vestidos curtos ou saias).

Vivo recebendo catálogos de fabricantes de moda íntima anunciando linhas de produtos “nude” para roupa de baixo. Nunca vi nenhum oferecer combinações em todos os comprimentos. Quem precisar de uma combinação longa vai ter que mandar fazer.

Senhores industriais: será que não vale uma pesquisinha nesse sentido? Saibam que há esse buraco no mercado.
 

Gloria Kalil

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Babilônia e a moda da maturidade

Alô, Chics!

Estreia ontem de Babilônia, a nova novela de Gilberto Braga. No centro, um time de atrizes de tirar o fôlego. No topo da pirâmide as oitentonas Fernanda Montenegro e Natalia Timberg, seguidas de Gloria Pires e Adriana Esteves representando as mulheres entre quarenta e cinquenta anos e depois Camila Pitanga na categoria trinta.



Há tempos não se via tantas mulheres interessantes e de diferentes idades juntas na linha de frente.

Taí uma oportunidade de ver como o figurino vai tratar dessas mulheres, sendo que as duas mais velhas e a personagem de Gloria Pires são supostas de serem chics e de terem bom gosto. Devem virar modelos para essa categoria tão esquecida: a das maduras.



No entanto, é sabido que são essas as mais novas, melhores e mais ativas consumidoras de roupas e de produtos de beleza no mundo todo.

Olho, portanto, no trabalho de Helena Gastal, a responsável por esse time de feras que está entrando na passarela. Ela vai revitalizar e renovar o figurino dessa consumidora avida de informação e inspiração.

Beijos,
 

Gloria Kalil

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Como incrementar uma roupa básica

Tem coisa mais normcore do que uma calça cáqui com uma camiseta preta? Ou um look montado em branco e preto?

Para dar um tempero a essas duas commodities fashion lance mãos de acessórios extravagantes e cores contrastantes.

Olhe só:

1. Calça cáqui e blusa preta: comece escolhendo uma sandália diferente cheia de detalhes interessantes.  Passe depois para uma bolsa bem grande em cores fortes - essa é uma cesta africana de plástico colorido.



2. Para arrematar, um brincão. Pronto! Você sai da categoria “invisível” e vai para a “olhável”.



3. Look branco e preto. Se os acessórios forem todos pretos a roupa (e você) somem na multidão. É a boa hora de usar a maior pulseira que você tiver, na cor mais viva que conseguir.



4. Só a pulseira não resolve. Vá mais fundo e saia com uma bolsa de outra cor completamente diferente e bem forte. Assunto Fashion resolvido. Pode puxar o pau de selfie!

 

Gloria Kalil

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Twitter falso em meu nome

Alô, Chics!

Talvez nem todos saibam, mas eu só me manifesto nas redes sociais via site Chic e nas minhas próprias, tanto no Twitter (@gloriakalil) quanto Facebook (/GloriaKalilChic).

Aproveito também para esclarecer que, como pessoa pública, optei por nunca emitir opiniões sobre posições políticas - prefiro focar nas minhas áreas de expertise. No entanto, vira e mexe recebo e-mails comentando frases que nunca disse ou textos que nunca escrevi.

Mas é do jogo! Dores e delícias do incontrolável mundo da internet.

Esta semana, amigos me encaminharam um tuíte que eu teria feito no domingo, sobre protestos, panelas e afins. Logo depois, foi a vez das revistas me ligarem para comentar a declaração.

Acontece que sou alvo de uma dúzia de contas falsas - no Twitter, Facebook e Instagram - que acabam viralizando opiniões que nunca emiti. Algumas são engraçadas e inofensivas. Outras botam lenha em uma fogueira em que nunca coloquei a mão - como neste caso.

Para não ficar dúvidas, minhas únicas contas são estas - @gloriakalil e @sitechic no Twitter, @sitechic no Instagram e /sitechic e /GloriaKalilChic no Facebook. Na dúvida, procure pelo selinho de conta verificada.

Estamos entendidos?

Beijos,

Gloria Kalil

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Mais Você e a festa de formatura

Ana Maria Braga me convida para ajudar a escolher o vestido de formatura de cinco jovens ansiosas para se apresentarem no seu melhor nesse dia tão esperado.

Tipo do assuntinho que eu gosto: olhar cada uma delas com cuidado, analisar seus pontos altos e deixar em segundo plano os problemas para escolher, juntas, uma roupa que as deixe seguras e sentindo bonitas.

Para isso ela convocou a Rafa Brites, que juntou essas meninas numa linda loja de roupas de aluguel para a gente se divertir experimentando tudo o que desse vontade. Tarde mais gostosa, essa!



1. Daniela Alves Gimenez, 23 anos 



Errado: o vestido pink ficou bonito, vestiu bem. Mas era aberto demais para um baile “família”. Se fechasse a fenda um pouco, ficaria mais apropriado.

Certo: esse azulão vestiu tão bem quanto o pink e ainda por cima deixou a silhueta mais leve. Optamos por esse.

2. Flavia Panizza, 22 anos

 

Errado: o vestido coral era muito fechado e diminuía a altura dela. De costas, deixava à mostra uma dobrinha que não precisava estar tão em evidência. Fomos atrás de outro.

Certo: o rosa claro, todo bordado de lantejoulas pequenas, contrastou com o tom de pele muito bonito e vestiu bem. O decote era fechado por um tule transparente e por perolinhas que alongavam o corpo. Ficamos com esse.

3. Carla Silva, 23 anos



Errado: no cabide, parecia o vestido ideal. O branco ficaria muito bonito com o tom de pele dela. Infelizmente o vestido, que era de jérsei, ficou agarrado demais. Mostrava até detalhes da calcinha. Desistimos dele na hora.

Certo: foi colocar o turquesa e a Carla se sentiu uma princesa. Rafa concordou com a troca. Decote nas costas, bordado prateado. Ótima escolha.

4. Caroline Veloso, 23 anos

 

Errado: o vestido roxo estufou demais a parte de cima da silhueta e deixou as proporções curtas. Tentamos tirar as mangas – melhorou, mas não resolveu. Fomos procurar outro.

Certo: escolhemos o vestido na cor preferida da Caroline: o preto. Porque não? É mais seu estilo. No centro, um bordado em strass que afina a cintura.

5. Cecília Bendeira, 21 anos



Cecília tem um corpinho de dar inveja: é magra, mas tem curvas delicadas, não tem barriga e o peito é proporcional à sua altura. Tudo nela veste bem. Aqui o que vai mandar é o seu gosto pessoal.

Certo: se voce quiser a ilusão de “cortar” um pouco uma silhueta comprida e fina demais, e só escolher um vestido bicolor ou um que tenha com corpo diferente da saia. Escolha também uma saia volumosa para horizontalizar a figura.

Certo: outra saída é marcar bem o corpo e depois abrir a saia em babados para ampliar o visual. Cecília acabou ficando com esse azul marinho de babados que vestiu muito bem sua figura longilínea.

Todas contentes com seus vestidos! Desejo a elas muita sorte e  felicidades na vida nova que está se abrindo para elas!

Beijos,

Gloria Kalil

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

»Notícias Anteriores