Alô, Chics!

Brasil escaldante

Bem que o Flavio de Carvalho e o Janio Quadros tentaram. Ambos propuseram uma roupa mais adequada ao clima tórrido do país e foram devidamente esculhambados pelos homens de suas épocas..

Em 1956, o artista plástico Flavio de Carvalho quase foi linchado ao sair às ruas de São Paulo com sua saia arejada e meias arrastão. E ninguém levou a sério o presidente Jânio quando ele propôs, em 1961, o conjuntinho safári de mangas curtas como traje oficial para o trabalho.

Os homens não quiseram sequer considerar a questão. Agora, bem feito, estão assando num calor de mais de 40º!

Dá dó vê-los pelas ruas com os paletós nas mãos e as camisas molhadas de calor, muitos inclusive com gravatas penduradas no pescoço.

Pois que se reúnam e parem com este sofrimento, cuja única razão de existir é uma convenção antiga feita em países de temperatura mais civilizada.

Rebelem-se, criaturas!

Gloria Kalil

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail