Alô, Chics!

O grande derrotado desta eleição foi o jornalismo americano

Para espanto do povo e dos governantes de muitos países, da maioria da população norte americana e da imprensa do mundo inteiro, Donald Trump foi eleito presidente dos Estados Unidos.

Não vou entrar na análise econômica nem política do fenômeno a não ser para chamar a atenção dos colegas jornalistas para um pequeno detalhe: o quanto podemos não saber ver o que está acontecendo debaixo dos nossos olhos. Cada vez que eu via pela televisão cenas dos comícios do empresário e entertainer Donald Trump ficava espantada com o entusiasmo das multidões que o acompanhavam.

Cada vez que saia uma pesquisa eu me admirava com a consistência com que seus apoiadores sustentavam sua confiança no candidato, independentemente das barbaridades que ele falava ou teria feito

. Só isso já dava para ter colocado na cabeça dos jornalistas e comentadores políticos de todos os jornais americanos (e internacionais) o fato de que ele estava, sim, levando a melhor na sedução dos eleitores; ele estava falando o que eles queriam ouvir. Até a variação mínima das pesquisas já mostrava essa possibilidade.

Mas o jornalismo queria ver outra coisa: queria ver Hillary eleita. Ficou cego para o que estava se passando e – prepotente – tomou seu desejo por realidade. Foi, na minha opinião, o grande derrotado desta eleição.

/system/signatures/2/original/assinatura-gloria-kalil.gif