Beleza

CABELO: corte reco (ou militar) ganha nome politicamente incorreto do NY Times e faz sucesso no Brasil e no mundo

Na hora de cortar os cabelos, homens geralmente são práticos e dificilmente passam horas escolhendo um corte específico. Pelo contrário, quando descobrem um que agrada, o repetem por anos!

De tempos em tempos, algumas febres surgem, muitas vezes ditadas por celebridades. No Brasil, por exemplo, um dos cortes que tem feito sucesso entre os garotos é o do jogador Neymar, que trouxe de volta a onda já esquecida do moicano.

Mas sem dúvida o mais pedido nos salões do mundo todo é o corte que recebeu do NY Times um nome não muito simpático: juventude hitlerista. Com as laterais mais baixas ou raspadas e a parte superior com o comprimento maior, o corte resgata o estilo usado pelos seguidores do ditador alemão no período nazista. O jornal publicou uma matéria sobre como o corte tem ganhado as ruas e como o nome politicamente incorreto acabou sendo o que pegou por lá.

No Brasil este nome ainda não pegou, mas a moda, sim. Rapazes mais modernos são vistos por todos os lados com este cabelo que relembra o estilo anos 1930. E as variações são diversas: com franja, penteado para trás, com o topete armado e modelado com pomada. Mas a base é a mesma, mantendo a lateral curta.

Nas passarelas e editoriais de moda também é possível ver os modelos que aderiram ao estilo. O site The Satorialist já fotografou homens usando este corte em Paris, Londres e Nova York. E combina com todos os tipos de homens, por valorizar o rosto dando um ar mais jovem e ao mesmo tempo sério por remeter ao militarismo da época.

Separamos diferentes maneiras de usar o corte para você se inspirar, comente qual o seu favorito!
 

Enviar por E-mail

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail