Beleza

Franja e acne não combinam? Dermatologista das famosas lista os cuidados para quem deseja adotar o corte

Quem tem franja sabe o trabalho que dá manter o corte em dia. Além da manutenção, o cabelo na testa pode favorecer o aparecimento de cravos e espinhas. "A testa faz parte da zona T, uma das mais oleosas do rosto, e a franja caída na testa pode passar ainda mais oleosidade e bactérias para a pele", explica a dermatologista Karla Assed, que atende famosas como Deborah Secco, Angélica e Claudia Leitte.

+ SAIBA QUAL FRANJA FICA MELHOR NO SEU FORMATO DE ROSTO

Além da oleosidade natural do cabelo, passar a mão na testa repetidas vezes colabora para o aumento da oleosidade e consequentemente o aparecimento da acne, principalmente em quem já tem a pele oleosa.

QUANDO FOR SE EXERCITAR

Usar uma faixa na hora de praticar atividades físicas pode ajudar a evitar o problema. "A franja aumenta a transpiração no local e consequentemente a oleosidade", explica a doutora.

Lavar o rosto depois de praticar exercícios também ajuda no controle da oleosidade, assim como manter a franja limpa.

DEIXE A TESTA 'RESPIRAR'

Prender a franja com um grampo quando estiver em casa também ajuda a dar uma melhor oxigenação à sua testa.

ALTERNATIVA

Segundo a doutora, o corte não é recomendado para quem sofre de acne tipo quatro, a mais séria delas. A franja mais longa, que pode ser usada de lado ou repartida ao meio, serve como alternativa para estes casos e é a melhor opção para quem sobre com a acne e pele oleosa e deseja adotar o penteado.

 

 

 

Enviar por E-mail

Notícias Relacionadas