Boa Vida

Conheça dois bairros que fazem de Miami um ponto de referência em design, além de um centro de consumo

Top destino de verão dos passaportes e cartões de créditos brasileiros, Miami mantém em ação o plano se transormar numa referência de design, moda e decoração, muito mais do que o rotineiro centro de compras a preços baixos. Veja a seguir os highlights da cidade.

DESIGN DISTRICT

Antigamente um bairro residencial que passa por uma revitalização comercial há 15 anos, começou a chamar a atenção de turistas de luxo por conta de ateliês e galerias de arte, e depois de grifes internacionais, que começaram a abrir muitas portas por lá. A próxima iniciativa (privada, no caso) é o lançamento de um mini-shopping do Design District, que vai atrair ainda mais lojas para a região. O grupo LVMH está envolvido no projeto, o que deve facilitar o processo todo. Na foto acima, a imagem das obras em agosto de 2014.

 

DESIGN DISTRICT

Outra perspectiva do projeto do shopping, que é prometido para o fim de 2014.

 

MODA MASCULINA

Homens que esperam suas mulheres redecorarem o apartamento nas muitas opções de lojas de móveis que têm no Design District encontram uma boa oferta de moda masculina de luxo, senão para comprar, ao menos para uma boa olhada no que as vitrines do segmento oferecem. Dior Homme e Berluti são dois bons exemplos.

 

MODA MASCULINA

Louboutin tem um grande espaço dedicado exclusivamente aos calçados masculinos na avenida principal do Design District. À dir., vitrine de verão da coleção masculina da Hermès. São esperadas por ali ainda as marcas Tom Ford, Ermenegildo Zegna, Tod's e Giorgio Armani

 

WINWOOD

O shopping e as lojas do Design District, assim como a farta opção de bares e bistrôs, acabaram causando alta nos alugueis e dos serviços da área, o que fez a comunidade artística se mudar de lá para Winwood, outro bairro recente, com alma de Vila Madalena, várias fachadas grafitadas (não pixadas!) e muitos cafés descolados para uma tarde sem compromissos.

 

WINWOOD

O epicentro do bairro é uma galeria a céu aberto, chamada Winwood Walls, em que macroinstalações de artistas do mundo todo estão expostas, como um trabalho da dupla brasileira Osgemeos. Mas uma rápida caminhada desvenda uma série de pequenas centros artísticos, que abrigam tanto produção quando exibição. Já que você vai estar com todo esquema montado para enviar as comprar de volta para o Brasil, que tal arrumar espaço para uma obra de arte?