Boa Vida

Sherlock Holmes ganha guarda-roupa modernizado em novo filme

Boina de caçador, capa xadrez bege, cachimbo curvado e olhar empolado? Esqueça. O Sherlock Holmes do novo milênio ganhou roupagem e personalidade mais largada - e bem mais divertida.

O mérito é do diretor Guy Ritchie e de Jenny Beavan, que assina o figurino do novo filme do detetive. Beavan é veteraníssima em Hollywood: já foi indicada ao Oscar de melhor figurino oito vezes, e levou uma estatueta em 1987, por Uma janela para o amor. Na nova encarnação, a dupla quis tirar o personagem do mundo dos clichês. No lugar da velha imagem do detetive entra uma versão dândi e sacana, na pele de Robert Downey Jr.

O ator também deu seus pitacos. Foi ele quem escolheu, por exemplo, o chapéu fedora adotado pelo personagem. O modelo veio da Lock & Co, chapelaria londrina que existe desde 1676, e enterrou de vez a boina do detetive.

Ritchie quis criar um Sherlock que era elegante mesmo com suas roupas de segunda mão, e que se vestisse como um artista. Beavan montou então um guarda-roupa largado, na onda do relaxado-chic das últimas passarelas. Seu herói usa colarinhos abertos com foulard (nada de gravatas para ele), camisas amassadas, paletós de veludo cotelê e impagáveis óculos de sol redondinhos - tipo John Lennon.

Elementar, Sherlock não seria nada sem seu comparsa, o Doutor Watson. O médico ex-militar de Jude Law, todo certinho, é contraponto do detetive despojado. Seu figurino é impecável, combinando o chapéu coco com ternos bem cortados, gravatas no lugar, colarinhos engomados e bengala.

Cada um a sua maneira, Sherlock e Watson são boas inspirações para o guarda-roupa masculino. Veja na galeria alguns momentos dos personagens. Sherlock Holmes estreia por aqui no dia 08.12.

Enviar por E-mail

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail