Casa Chic

Sem guerra de travesseiros: veja como cuidar dos seus para garantir um sono tranquilo

A ESCOLHA

Buscar o travesseiro ideal depende de testes muito pessoais, então não deixe essa missão para outra pessoa. Vá até a loja, aperte sem vergonha de analisar e peça a ajuda dos vendedores – na mmartan todos sabem bem como te orientar. A altura da peça também é um fator. Se você prefere travesseiros baixos, pense naqueles com enchimentos de silicone e poliéster. Para alturas médias, os ideias são os de látex ou tipo Nasa. Há também os inteligentes, que se adotam às várias posições do sono. Normalmente nas embalagens dos travesseiros você poderá ver informações sobre indicação do produto, elas dizem se são ideais para dormir de lado, de costas ou de bruço.

QUANDO TROCAR?

Não deixe seus travesseiros fazerem aniversário. Por mais qualidade que tenham, eles são propícios ao acúmulo de pó e ácaros - com o passar do tempo, 25% do peso pode ser composto só por eles! O ideal é trocá-los de seis em seis meses, não deixando passar mais de um ano na cama.

NO DIA A DIA

O costume de afofar os travesseiros depois do uso não é apenas um sinal de amor: o movimento ajuda a trazer o enchimento para o lugar, evitando deformações. As fronhas devem ser trocadas duas vezes por semana.



À SECO

Travesseiros e umidade são inimigos. Então nada de deitar com os cabelos úmidos ou usar produtos de limpeza para limpar. O ideal é contar com uma lavanderia especializada para cuidar das peças. De tempos em tempos, coloque-os para arejar fora da cama - mas nunca ao os exponha diretamente ao sol.

PROTEÇÃO

O tempo seco, a poluição e o próprio uso fazem dos travesseiros acumuladores de poeira, fungos e ácaros - aumentando a ocorrência de problemas respiratórios, já que ficamos tanto tempo em contato com eles. Para ajudar na prevenção, vá até uma mmartan e procure por capas protetoras que, usadas sob as fronhas, cumprem o papel de barreira extra - e devem ser lavadas e trocadas semanalmente.


 

/system/signatures/71/original/unnamed.jpg