Como Usar

Doudoune, pelerine e trench: Gloria Kalil ensina a usar as três principais peças do inverno, do frio pesado ao leve

Os sinais de inverno já estão mais que acentuados em algumas regiões do país. A estação mais fria do ano tem início no dia 21 de junho, mas o outono já trouxe o friozinho que nos que nos faz ir atrás de peças que aqueçam. Perguntamos a Gloria Kalil quais as principais peças desse inverno e como usá-las.

+ GLORIA KALIL INDICA COMO AQUECER O LOOK FESTA

"Temos três opções que servem para o frio pesado, o intermediário e o leve. Para o pesado, as jaquetas doudoune, o médio, as capas ou pelerine e para o leve, o já conhecido trench coat. São três agasalhos esportivos que estão na moda e vão muito bem", adianta.

1. DOUDOUNE

A jaqueta de náilon forrada de pluma de ganso ou de material sintético é a peça da vez para o frio mais castigado. Mesmo volumosa, ela ainda mantém seu charme. "A doudoune é para o frio máximo, pois esquenta muitíssimo e é uma delícia de usar por ser leve. Ela é espaçosa, mas não pesa. É a que mais esquenta: protege do vento e do frio, é espetacular".

+ CONSUMO: VEJA ONDE ENCONTRAR AS JAQUETAS DOUDOUNE

 

Apesar de ser mais usada com looks casuais, como jeans e leggings, a doudoune pode perfeitamente ser usada com roupas mais elaboradas, mesmo que só para proteger até a chegada ao local da festa. "Ela é uma coisa superesportiva, mas que pode perfeitamente ser usada à noite por cima de uma roupa. Por exemplo, se você está viajando e só levou este agasalho, você pode colocar ela por cima. É uma coisa que te acompanha de dia até a noite".

A variedade de modelos é mais um ponto positivo das doudounes, que podem ser encontradas em todos os lugares. "Tem de todos os preços: você encontra da loja de departamento à versão alta-costura por milhões de euros, então é garantia de não passar frio". E segredo para combinar? "Um como usar não tem  - porque ele vai por cima de qualquer coisa. É o famoso passa por tudo".

2. CAPAS OU PELERINE

Estas ficaram populares entre as famosas e contam com diferentes modelos que podem deixar os braços livres ou cobrir todo o tronco. "A pelerine é uma coisa que você joga por cima e que normalmente abriga bem. Ele vai bem com coisas leves, mas também com um suéter pesado. São indicadas para aquele frio intermediário".

E suas vantagens não param por ai. "A pelerini é a versão mais esportiva e barata dos mantôs porque não tem forro. Pode ser usado de dia ou de noite". Assim como o doudoune, a pegada esportiva da pelerine também não é regra e ela se mostra democrática. "Pode ser por cima de qualquer coisa também, porque ela substitui o mantô. A versão smoking pode perfeitamente ser usado com vestido de noite".

Algumas lembram os xales e são uma opção um pouco mais quentes. "Tem estes que são tipo cobertor. Se você não quer um mantô porque prende, é rígido, social e mais estruturado, jogue por cima uma capa ou pelerine que está valendo".

TRENCH COAT

Este é o clássico dos clássicos e em 2015, o trench ganhou ainda mais força em terras brasileiras. "Ele é o quebra-galho de meia estação: ele não é nem mantô, nem uma parca, ele é leve e ao mesmo tempo abriga. É a situação meia-estação perfeita e um look superesportivo. São ótimos para aqueles dias que não sabemos para onde a temperatura vai, se muito frio ou de leve".

Sua função inicial ganhou espaço maior e ele deixou de ser apenas um item para proteger dos dias chuvosos. "É uma coisa esportiva que eventualmente também vemos ser usada a noite. O original é impermeável, que é uma coisa para dias de chuva, e hoje temos versões que não são impermeáveis e funcionam como uma espécie de mantô".

Mais uma vez é possível usar o trench com todas as combinações, do esportivo ao casual, e modelos para frio mais forte podem ser encontrados. "Você pode escolher os forrados, existem versões de lã ou até mesmo de pele falsa de carneiro. Mas ele é meia-estação, não é uma coisa tão forte de inverno porque originalmente foi criado para chuva e depois passou a ser quase que uma peça de moda". Use e abuse!

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Bordô é uma das cores que vai invadir o guarda-roupa de inverno e Gloria Kalil comenta como usar

Chegou aquele momento do ano em que as cores mais sóbrias chegam ao guarda-roupa. Tons mais escuros e fortes são apostas costumeiras das marcas para a estação - como vimos no balanço de tendências da temporada de inverno.

Entre as cores mais animadas está o bordô, parente do vermelho que intensifica a tonalidade para o vinho. O nome, aliás, é derivado dos vinhos produzidos na cidade francesa de Bordeaux. Tão encorpada quanto a bebida, o bordô tem alguns curingas na hora de combinar. Gloria Kalil comenta quais.

Apesar de ir bem com tons semelhantes, o uso em 2015 está ligado a dois clássicos e o branco é um deles. "Seja de um jeito mais moderno, tradicional ou esportivo, é engraçado como todas combinam com branco ou preto. Ambos vão muito bem e são as opções mais sem erro que existem", diz Gloria.

O preto prova que não existe acompanhante melhor - além, é claro, dos jeans. "É uma cor invernal mesmo e este ano a combinação se restringe mais a estes dois clássicos que são o preto e o branco. Com o preto é o jeito mais clássico que tem - fora o jeans, que sempre combina com tudo".

Algumas arriscam o look total bordô e os acessórios continuam mantendo a mesma ideia. "Seja usado de um jeito mais clássico, moderno ou esportivo, o universo do bordô agora é este".

Apesar de vir sendo a escolha da maioria, o preto e o branco não são obrigatórios para o bordô. Aqui exemplos de acessórios um pouco mais variados, como o peep toe de onça e o oxford nude. As calças são um bom começo para aderir ao tom, que também vai muito bem em jaquetas e casacos mais compridos.

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Maxitricôs são aposta do inverno e Gloria Kalil lista os melhores passos para combinar as peças

Não é de hoje que as peças oversized andam dando as caras nas propostas das passarelas e fora delas. Depois do hit que foi o jeans boyfriend, a proposta "guarda-roupa dos namorados" volta a ser alvo no inverno 2015 para a tendência da vez: os maxitricôs. 

+ GLORIA KALIL MOSTRA O BALANÇO DE INVERNO 2015 DAS PASSARELAS

"O que notamos bastante nas passarelas foram as mangas, que surgem supercompridas", analisa Gloria Kalil. O melhor da proposta é o excesso de lã que protege ainda mais do frio e para não errar na hora de combinar, Gloria lista os melhores jeitos para aderir.

O mais frequente é formar uma combinação chic, com saias, calças e botas. O importante é se certificar de que o tamanho do suéter está sobrando. "Procure proporções bem grandes para este tipo de look. Inclusive os mais modernos tem a manga no mínimo um palmo mais comprida do que a mão".

As coleções já disponibilizam a modelagem mas para quem ainda não quer investir em uma peça própria, vale dar aquela vasculhada no armário alheio. "Esta é uma proporção nova do suéter, é como o jeans boyfriend. Você pode fazer uma pesquisa no guarda-roupa do namorado e pegar alguma peça dele que tudo vai dar certo".

  

O esportivo também funciona e é possível combinar com peças mais casuais, como jeans e tênis. "O ombro caído, a manga comprida e o despenco do comprimento é o que marca o maxitricô. Você pode usar do jeito que quiser: com botas, por cima de calça, de vestido ou fazendo sobreposições".

Por fim, Gloria reforça as vantagens de apostar no look máxi. "É um look bom e novo do inverno. Vale usar de qualquer jeito: como se ele fosse vestido ou túnica, com saia, por cima de camisa, calça justa, com o quiser mesmo".
 

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Como combinar os sapatos com look festa, segundo as convidadas do baile de gala do MET

Reunindo grande parte do grupo A de celebs,o baile do MET foi o assunto da noite de segunda-feira (04.05). O evento marcou a bertura da exposição China: Através do Espelho e os looks estavam elaborados como sempre, algumas seguindo o tema, outras com o visual gala que o dress code pede.

+ OS LOOKS DO BAILE DO MET QUE VOCÊ PRECISA VER

Uma boa vitrine para a moda festa, o baile serve agora como exemplo para uma das dúvidas mais frequentes de nossas leitoras: como combinar o sapato com o look festa. Veja algumas escolhas e os segredos para não errar.

PRETOS


Carey Mulligan, Karlie Kloss e Keri Russell

Para quem quiser se manter discreta, o preto é a opção mais certeira. Eles não são nem tão neutros, nem tão básicos quanto parecem. Nos exemplos acima, todas optaram também pelo vestido escuro, o que é um acerto de combinação mas uma escolha muito convencional.


Emma Roberts e Vanessa Hudgens

Com coloridos o preto funciona bem e aqui ele foi combinado com detalhes do vestido e bolsa. Emma foi a mais convencional, mas a combinação está correta. Apesar do vestido pesado de Vanessa, ela acertou na escolha da sandália aberta que alonga a silhueta (uma vantagem para quem, como ela, tem 1m55).

+ ENTRE OS MELHORES E PIORES, OS LOOKS MAIS MARCANTES DO BAILE DO MET

BRANCOS


Amanda Seyfried, Diane Kruger e Kate Mara

Os modelos brancos são os mais difíceis, como já disse Gloria Kalil. Eles podem funcionar bem em looks diurnos total branco, mas a noite pede que os modelos venham acompanhados de tons bege, gelo ou metalizado para fugir do visual noiva - como o de Amanda. Diane quebrou o foco do branco com a bolsa vermelha e Kate com detalhes pretos no vestido e bolsa.

MONOCROMÁTICOS


Karolina Kurkova, Reese Witherspoon com joias Tiffany e Rose Byrne

Coincidentemente, o vermelho foi a cor escolhida para o tom sobre tom. Montar a composição com uma só cor não tem erro, se a ideia é não se arriscar muito. Todos dão uma ideia de leveza e ainda ajudam a aumentar a silhueta com as sandálias leves no mesmo tom do vestido.

METALIZADOS


Rachel Weisz, Ellie Goulding e Uma Thruman

Estes são os melhores amigos na hora de combinar o vestido de festa. O metalizado é, sem dúvida, um quebra galho para qualquer vestido - principalmente os coloridos. As três optaram por cores neutras e acertaram, pois fica difícil errar com os metais. Uma é a prova de que o branco fica sempre mais harmônico com um tom como este.

COLORIDOS


Kerry Washington e Alexa Chung

Vão bem com looks brancos ou tons que se assemelham ao do vestido. Kerry e Alexa foram na direção contrária e escolheram cores completamente diferentes. Não chega a ser um erro, mas com certeza não passarão despercebidos.
 

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Ankle, média e cuissard: Gloria Kalil ensina como usar os três modelos de botas que vão aquecer este inverno

A estação favorita das botas está chegando e com ela a vontade de usá-las da maneira mais atual possível. Já te mostramos que o calçado é item quase obrigatório no inverno e que oferece as mais variadas opções na hora de formar os looks. Mas e para 2015, quais são os modelos da vez?

+ DOSSIÊ DAS BOTAS: GLORIA KALIL ENSINA A USAR TODOS OS MODELOS

"As botas são mais que bem-vindas no inverno e para esta temporada, três são os modelos que se destacam: ankle, a média e a cuissard. Nenhuma delas é novidade, mas é possível usar de forma atualizada", diz Gloria Kalil, que indica o passo a passo para usar as botas.

ANKLE

As ankle, na altura do tornozelo, continuam sendo a mais fashionista dos modelos. "Ela já vem sendo usada faz tempo - e agora o jeitinho mais moderno é deixar um pouquinho de pele à mostra". Ou seja, com as calças curtas ou com a barra virada.

Não importa se aparecer muita ou só um pedaço de pele, o que interessa é deixar um respiro entre a calça e as botas. "Usada com tudo coberto fica mais convencional e quando aparece um pouquinho de pele que seja, já dá uma modernizada. Não importa a cor ou a largura da calça, o que interessa é deixar aparecer a pele".

MÉDIA

   

Este continua sendo o modelo mais casual e que nunca sai de moda. "É uma bota discreta, que não é tão fashion nem supersexy - é a mais cômoda e prática, esquenta os pés e as pernas, é mais fácil de usar. Vai bem com saias, calças e, obviamente, com jeans"

A facilidade de combinação oferece a vantagem de deixar a bota média entra nos escritórios. "É a bota que dá pra ir para o trabalho, desde que seja com meia ou sobre calça. A pessoa pode ir para um escrtitorio que não seja extremamente formal com este look. Peças curtas e legging é que dão o recado de que não devem entrar em escritórios e ficar nos momentos de lazer".

CUISSARD

As de cano superalto são as que mais andam circulando pelas ruas e trazem pegada sensual. "As altonas são as mais sexy, evidentemente. A ankle é a fashion, a média é a calma e a cuissard é a sensual. Ela só não entra em escritórios formais, não é uma bota de trabalho. É uma bota de sedução para passeios e lazer".

O modelo possui a mesma facilidade de combinação que as companheiras, mas ainda assim mantendo o aspecto provocante.

"Pode usar com o que quiser, é só ir na frente do espelho e ver se está legal. Esta bota tem que estar confortável, o teste é sentar para ver se ela não aperta as pernas. Ela pode ser usada sobre a calça, que é o modo mais convencional que tem. Com meia é uma maneira esportiva e menos sexy e com aspecto de lingerie e roupas curtas, é o sexy total".

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Para não passar frio na festa, Gloria Kalil aponta as alternativas para aquecer o look

Você não precisa passar frio (e ficar doente) porque tem uma festa durante o inverno. As opções para dar aquela agasalhada ao chegar e sair da festa – ou até para permanecer usando – são muitas e não precisam descombinar com o look coberto.

Como alternativa, Gloria Kalil lista e explica o que funciona para a ocasião:

1. MEIA-CALÇA



Tanto a versão mais opaca quanto a mais fina, ambas em preto, são boas para a festa. "Dá para jogar com o contraste do calçado ou do vestido, se este for claro. Caso não queira a meia preta pode usar uma cor da pele bem invisível - que não é a da moda nem a mais moderna, mas aquece. Só não coloque com sandália que deixa a biqueira aparecer”, comenta Gloria.

2. BLAZER



O blazer também salva nas festas e funciona bem com vestidos curtos. Mas não há regra que o proiba de usá-lo com os longos.

"Você vai se agasalhando conforme sente necessidade, o que vale para os calçados na escolha de sapato fechado ou sandália. Para os blazers, os com corte mais elaborados, que lembram smoking, ficam ainda mais elegantes."

3. PELES



Casaquinho de pelúcia ou pele - para quem ainda tem coragem e não liga para a fúria do PETA - são alternativa fácil e elegante para manter o look festivo quentinho.

4. CASACOS




Bem-vindos, ficam charmosos com aquele truque de styling de deixá-los sobre os ombros, mas nada impede de vesti-lo.

5. CAPAS 

Elas ficaram mais populares nas passarelas de verão 2013 de Valentino (foto à esquerda) -  e também são eficientes para acompanhar vestidos longos.
 

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

»Notícias Anteriores