Como Usar

Blazer, o curinga do guarda-roupa masculino

O blazer é o grande curinga do guarda-roupa masculino, uma ferramenta múltipla para todas as horas. Blazer vai com camisa polo, jeans ou social, calça jeans, de veludo, social. Com gravata, sem gravata... Segura quase todas as situações.

A pergunta de hoje é do chicnauta Ricardo que quer comprar um blazer para situações mais formais e está em dúvida sobre a melhor cor e o melhor tecido.

Em geral, um preto ou marinho resolve a vida de um homem; são cores neutras, mais fáceis de combinar e aguentam perfeitamente uma gravata, se for o caso. O melhor tecido aqui é a casimira, "trama ideal para a alfaiataria masculina que pode misturar fios como lã, poliéster, seda, linho e algodão", como definião Abrão Adib Dib, dono da tradicional Firenze Tecidos.

Se você mora em um lugar mais quente e gosta de blazer de cor clara, cáqui é uma boa opção - mas somente para situações menos formais. O tecido ideal é a gabardine, o brim ou até mesmo o linho. Para o inverno, aposte em uma versão de lã, veludo ou tweed.

Um blazer de qualidade é uma peça que dura, no mínimo, dez anos, e está acima das flutuações da moda. A quantidade de botões pode variar: optar por dois é mais sofisticado; o modelo de três é o mais tradicional, fica bem para todo mundo. Detalhe: o último deve sempre ficar aberto.

E fique atento: o blazer aqui não é o mesmo paletó do seu terno. O primeiro tem vida própria, é independente e, geralmente, mais esportivo. Já o paletó do conjunto do costume pode até "quebrar o galho" de vez em quando, mas cuidado com o desgaste que a peça vai sofrer naturalmente porque, na hora em que você quiser recompor o terno, as duas peças juntas denunciarão o uso separado.

Para enviar a sua pergunta, entre em contato via Twitter (@sitechic), Facebook, pelo fale conosco ou aqui no site, na seção de Comentários.

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail