Como Usar

Gloria Kalil indica o certo e errado na hora de usar a jaqueta de couro, peça clássica do guarda-roupa de inverno

A jaqueta de couro começa a dar ainda mais as caras com as baixas temperaturas se aproximando. Pensando nisso, Gloria Kalil dá o guia para não errar na hora de desfilar com a sua. 

+ GLORIA KALIL ENSINA COMO USAR COURO DE FORMA ATUALIZADA EM 5 PASSOS

"Jaqueta de couro é um investimento, porque você vai usar durante muitos anos. Ela nunca sai de moda, sempre volta e é uma coisa que funciona tanto no inverno quanto no verão. Nada melhor para o frio que uma jaqueta de couro, pois corta o vento e é um clássico. Pode ser perfecto ou uma mais simples de ziper: pode usar de manhã de tarde e de noite. Não tem hora pra usar, dá um toque moderno e mais jovem na roupa"

"Aqui está bem usada. É uma jaqueta que não é curtinha na cintura, portanto não divide o corpo em blocos. Camilla Belle experimentou três alturas de saia que funcionaram, acertando nas proporções. A jaqueta não corta a silhueta e dá uma alongada. Até de short ou minisaia daria certo. Três bons usos da mesma jaqueta".

"Um jeito clássico: com roupa preta. A saia é mini mas não ficou do mesmo tamanho da jaqueta. A jaqueta é levemente mais comprida, o que encomprida a cintura em vez de marcá-la".

"Veja que o acerto maior é usar com uma coisa mais comprida por baixo, pra não ficar blocado".

"Este é um recurso contrastante: o vestido de poá é leve e feminino e ela jogou uma jaqueta escura por cima para dar um pouco de impacto na roupa - e conseguiu. Dá uma cara mais roqueirinha para um vestidinho feminino e tira a simplicidade fazendo um visual mais marcante".

"Mesma proposta para aquelas que querem quebrar o visual menininha e fazer uma coisa mais impactante".

"O mais convencional: uma jaqueta mais curta porém com calça skinny e a camiseta usada pra fora, um pouco mais comprida. A jaqueta para no quadril, abaixo da cintura. Este é o visual mais rocker, o mais fácil de todos".

"Novamente o jeito mais fácil de usar. Tanto as jaquetas pretas como as coloridas vão bem com a combinação de camiseta mais comprida, skinny e botas".

"É uma jaqueta muito curta e a saia é mídi. Nem Adriana Lima segura essa proporção: como ela tem peito, fica com o corpo curto. Ela ficou sem cintura, porque a jaqueta cobre. O efeito foi de uma perna compridíssima e um tronco curto. Se a jaqueta fosse mais comprida ou a saia na altura do joelho, daria certo".

"A jaqueta também é muito curta e é do tamanho da saia, o que dividiu a silhueta dela em três blocos. Uma saia no joelho daria uma proporção diferente. Opte sempre pelas jaquetas na altura da cintura ou um pouco abaixo. É mais difícil de usar as curtinhas".

(TEXTO: HIGOR DORTA)

Enviar por E-mail

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail