Como Usar

Você lava suas gravatas? Pois saiba que elas acumulam bactérias (muitas!) e merecem lavagens especiais

Homens, confessem: quando foi a última vez que vocês lavaram suas gravatas? Pois, a maioria dos rapazes acaba deixando a peça de lado na hora da limpeza e nem imagina a quantidade se sujeira não visível que tem ali.

Gravatas são, sim, portos perfeito para acúmulo de bactérias. Pesquisa realizada no New York Hospital Queens, por exemplo, apontou que quase metade das gravatas usadas pelos médicos tinha alguma bactéria causadora de doenças.

Mas o drama não pertence só à classe médica. O uso diário, aliado à falta de higiene, transforma qualquer gravata em um potencial repositório de problemas. Pense em quantas vezes você lavou as mãos e logo depois deu uma ajeitadinha no visual em frente ao espelho.



Não pense que basta jogar as peças na máquina comum. Para cuidar das suas gravatas, o estilista Ricardo Almeida recomenda que elas sejam lavadas em um lavanderia especializada. “Como são feitas de seda, esta é a forma ideal de lavagem, que deve acontecer sempre que for necessário, mas sem regras fixas”, explica.

A limpeza a seco é realizada com produtos químicos, que limpam as fibras sem encharcá-las e desorganizá-las, como aconteceria na lavagem com água. “Uma limpeza inadequada pode destruir a gravata, fazendo com que fique retorcida ou que a sua entretela encolha, o que normalmente ocorre em lavagens convencionais, com água”, explica Maria Alzira Linares, proprietária da rede de lavanderias Lavasecco.

+ VEJA COMO GUARDAR SUAS GRAVATAS E OUTRAS MIUDEZAS DO GUARDA-ROUPA


 

 

Enviar por E-mail

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail