Fitness

Como lidar com a roupa de academia suada? Especialistas explicam o melhor jeito de cuidar das peças pós-treino

Não sabe se sai da academia e joga a roupa suada direto na água ou deixa a roupa secar com o suor para ser lavada daqui a alguns dias? Para desvendar essas dúvidas do mundo fitness, conversamos com Patrícia Birman, proprietária da Memo, Tina Carneiro, diretora de estilo da Body For Sure, e Silvana Eva, Gerente de Produto da INVISTA, detentora da marca LYCRA®.
 
LAVAR

"É importante sempre checar as instruções de lavagem que vem na etiqueta de cada peça para cuidar delas de maneira adequada. Em geral, as roupas esportivas são mais práticas de lavar", ressalta Silvana. "A melhor maneira é lavar a mão e com sabão neutro. Claro, lembre-se de separar as peças por cor", explica Patrícia.

LAVO ANTES OU DEPOIS DE SECAR COM O SUOR?

O ideal é que a roupa seja lavada ou deixada de molho logo após o uso. Se não tiver jeito, preste atenção a duas coisas: não deixe cores claras e escuras molhadas juntas, pois a cor pode ser danificada por conta da acidez do suor. Tina avisa: "evite deixar a roupa úmida guardada dentro de um saco plástico por muito tempo. O ideal é deixá-la secar, mesmo com o suor, para lavá-la depois", explica Tina.

SECAR
"Em geral, as roupas esportivas aceitam a máquina de secar, mas isso depende da fibra da qual a peça é feita. Se o item for 100% algodão, por exemplo, há um risco de encolher. Já a poliamida com o fio LYCRA®, que é um elastano de fibra sintética tem mais resistência à secadora", explica Silvana. Se estiver em dúvida quanto à etiqueta de composição da peça deixe secar à sombra. "A poliamida seca rápido", completa Patrícia.

PASSAR?
Não precisa. A poliamida, principalmente, desamassa fácil e não requer grandes cuidados. Como existe variação entre os materiais, preste atenção na etiqueta da roupa antes de usar o ferro, caso queira dar aquela esticada na peça.

(TEXTO: BIANCA LUISI)

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Vale malhar os peitos, sim! Quebre os mitos e saiba como proteger a região durante o treino

Você faz parte do time das mulheres que vai à academia e só exercita pernas, glúteo e abdômen? Então é hora de ampliar seu foco durante o treino.



Membros superiores e o peitoral não devem ficar esquecidos durante a musculação - e os seios, inclusive, merecem atenção extra na hora da atividade aeróbica.

“A área deve ser exercitada com musculação para queimar a camada de gordura abaixo dos seios," explica a educadora física Mariane dos Santos Spacasassi, da Contours, chamando atenção ao mito do medo do visual fisiculturista. "Entre os exercícios, o supino, cruxifixo, a flexão de braço com os joelhos apoiados e o aparelho peck deck são os mais indicados”

Vale lembrar que para a prática da atividade aeróbica é necessário usar um top confortável que sustente os seios, não só o sutiã. "O impacto pode causar dor nas costas, principalmente para quem tem seios grandes", comenta Mariane. Quem quer reforço extra pode optar pelo combo sutiã + top.

+ MALHAÇÃO TEM ETIQUETA? VEJA OS 10 PECADOS CAPITAIS DA ACADEMIA

(TEXTO: BIANCA LUISI)

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

22 "dramas" de quem resolveu aderir a uma rotina fitness

Ser fit é a onda da vez e a cada dia as academias recebem mais pessoas em busca do tal "corpo perfeito" - ou pelo menos um pouco mais saudável. Quando decidimos nos inspirar nas musas da malhação e partimos para o desafio, vários hábitos passam a ser substituídos e nada mais será como antes.

+ 10 PECADOS QUE IRRITAM OS FREQUENTADORES DE ACADEMIA

Mas quem disse que é fácil? Reunimos os 22 dramas mais frequentes de quem resolveu virar fitness:

1. Tudo começa com a vontade de perder medidas



2. E então os pesos de gramas parecem toneladas


"Isso é pesado"

+ 8 ATITUDES A SE EVITAR NA ACADEMIA

3. Você não aguenta fazer o treino completo


"Posso não fazer nada?"

4. Você não acompanha o ritmo do professor


"E um...!"

5. Nas aulas coletivas, você se sente um peixe fora d'agua

6. Depois, chegam as dores pós-treino


"Tudo dói e estou morrendo"

7. Você fica mal ao ver que todos estão em forma e você ainda não

8. Mas só se atrapalha com todos os aparelhos

9. As selfies passam a ser mais elaboradas

10. No buffet, você recusa todas os pratos para comer salada

11. Aliás, saladas se tornam sua refeição mais frequente

12. Tudo que você come te preocupa


"Manteiga é carboidrato?"

13. E o que você mais quer é junk food


"Posso me importar menos com a minha beleza, só quero minha pizza"

14. Quando sai da dieta, você não controla a alegria do momento

15. Mas depois, vem a consciência pesda


"Me sinto mal, você não acha que eu me sinto mal?"

16. Você começa a sentir falta do happy hour para ir para a academia


"Melhor começar a tomar essa porcarias verdes e corrida"

17. Seus amigos vivem te enchendo por querer ser saudável


"Não quero saber quão fit você é, ninguém tem tempo pra isso"

18. E você tenta convencê-los o quanto é bom


"Exercícios liberam endorfina. Endorfina faz você feliz"

19. Qualquer resultado já te faz se sentir incrível

20. E você vai para frente do espelho todos os dias ver o que mudou

21. E então confirma que está bem mesmo


"Você é gostosa, gostosa, gostosa"

22. As pessoas começam a reparar e te elogiar...

... e daí que você aceita que no fim, sempre vale a pena




(TEXTO: HIGOR DORTA)

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Tênis de corrida não é tudo igual. Saiba como escolher o modelo ideal antes de botar o pé na pista

Nem só de design vive um tênis de corrida. Escolher o modelo apenas pelo lado estético pode ser uma grande furada para a prática do esporte - a versão errada pode ocasionar lesões sérias, assim como usar qualquer tênis do seu armário.

O educador físico José Eduardo Coghi Pompeu, da Bodytech Iguatemi, lista o que levar em conta na hora da compra.

+ ESCOLHA O SEU TÊNIS DE CORRIDA ENTRE OS ÚLTIMOS LANÇAMENTOS



1. ANTES DE COMPRAR
A primeira coisa é analisar o cabedal - ou seja, toda a parte superior do calçado. "Analise se o cabedal do tênis é confortável e ao mesmo tempo deixa o pé firme, para que o corredor possa dar as passadas com segurança". A outra coisa fundamental para levar em consideração na hora da compra é o amortecimento.
 
2. AS PISADAS
O certo seria fazer o teste da pisada em uma máquina própria, para que não haja nenhuma dúvida. Quem não tem uma à disposição, pode usar um calçado já usado como exemplo. "Se ele estiver gasto na parte de fora do tênis, na lateral e no calcanhar, sempre do mesmo lado, a pessoa possui uma pisada supinada ou neutra. Se o tênis estiver gasto na parte interna da mesma forma, a pessoa possui uma pisada pronada", explica o instrutor. Tendo esses termos na cabeça, é informação útil na hora de procurar o tênis certo.

3. EVITE UM TÊNIS DURO
O modelo para corridas não pode ter o amortecimento duro, tem que ser macio quando você pisa. Por isso, procure modelos com amortecimento que ajude o corredor a evitar lesões, como tendinite, dores nos pés e canelite (dor na tíbia) - além de melhorar o desempenho da corrida.



4. CUIDADO COM AS MOLAS
Modelos de tênis com molas já foram vendidos como ideais para corridas, mas a versão é a menos indicada. “As molas são em geral duras, o que dá amortecimento pior para quem corre.”

5. MEIA TAMBÉM!

Elas são essenciais para a boa prática da corrida. No mercado existem as meias de compressão, mais ajustadas nas partes de mais contato dos pés, como calcanhar durante o primeiro toque no chão, meio do pé na transferência da passada e na parte frontal para apoio final da passada. “As meias de corrida são mais justas nas partes dos pés mais utilizadas e tem material próprio para não esquentar o pé enquanto você corre.”

6. AMACIE

Mesmo que o calçado pareça confortável na loja, use-o antes de sair para a corrida. Vale dar uma volta para sentir se nenhuma parte do tênis machuca os pés, antes de sair correndo.

(TEXTO: BIANCA LUISI)

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Três sucos anticelulite para se preparar para o verão

São diversas as causas do aparecimento da celulite. Entre as mais comuns, estão os fatores genéticos, alterações hormonais ou dieta baseada em açúcares, farinha branca e produtos industrializados, que favorecem a retenção de líquido e, consequentemente, a celulite.

Segundo a nutricionista Sheila Mustafá, cerca de 90% das mulheres têm celulite e se incomodam com os furinhos indesejados que costumam aparecer nas coxas, bumbum, barriga e braço. Mas, assim como a alimentação errada pode favorecer o aparecimento da celulite, alguns alimentos têm ações diuréticas e anti-inflamatórias, que ajudam no seu controle.

Pensando nisso, a doutora Sheila elaborou para o Chic três receitas de sucos anticelulite para serem consumidos diariamente, intercalando os sabores.

1. CAPIM LIMÃO

Ação diurética, anti-inflamatória e desintoxicante.

RECEITA

. 200 ml de infusão de capim limão (depois de resfriar)
. 1 talo de salsão (10 cm)
. 1 fatia média de abacaxi
. 3 folhas de hortelã
. Gelo

Bata tudo no liquidificador, coe e consuma em seguida.


2. HIBISCOS

Ação diurética e antioxidante



RECEITA

. 200 ml de infusão de hibiscos (depois de resfriar)
. 6 morangos
. 1 xícara chá de amoras.

Bata tudo no liquidificador e consuma em seguida.

3. TANGERINA


Desintoxicante e depurativo - ou seja, limpa o organismo.



RECEITA

. 200 ml de suco de tangerina natural.
. 2 sementes de cardamomo
. 1 fatia de limão com casca

Bata tudo no liquidificador e consuma em seguida.

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Relembre o antes e depois de 9 musas fitness

Com o verão chegando, nada de ficar com aquela inveja das musas fitness nas redes sociais. Selecionamos o antes e depois de 8 famosas que têm um estilo de vida saudável, para te mostrar que ninguém nasce assim - e com persistência, foco (e doses de whey protein) todo mundo pode chegar lá.

1. BELLA FALCONI



Bella era magra, mas sem a total definição que conquistou com treinos diários e dieta. A musa deu à luz há quase três meses (foto à direita) e já está na rotina fitness novamente.

+ RENATA KUERTEN INDICA 7 EXERCÍCIOS PARA A BARRIGA TANQUINHO

2. CAROL BUFFARA

 

Dona do #projetocarolbuffara, ela começou a mostrar o estilo saudável nas redes em 2012, emagreceu seis quilos e secou.

3. GABRIELA PUGLIESI



A mais famosa das musas fitness evoluiu muito de 2012 até hoje.

4. MICHELLE FRANZONI

 

Famosa pelo seu Blog da Mimis, a fisioterapeuta emagreceu mais de 30 kg e esculpiu o corpo.

+ MIMIS ENTREGA 5 EXERCÍCIOS PARA QUEM QUER COMEÇAR A SE EXERCITAR

5. GRACYANNE BARBOSA



A dançarina e modelo era bem magrinha quando começou a carreira em 1998, como dançarina do grupo Tchakabum.

6. JUJU SALIMENI

 

Antes da fama como Panicat e assistente de palco do Legendários, Juju era bem magrinha.

+ SAIBA COMO ESCOLHER O TÊNIS DE CORRIDA IDEAL

7. KARINA BACCHI

 

Com dieta e treinos intensos que iniciu em 2014, a modelo secou e definiu as formas.

8. LALÁ NOLETO

 

A mudança no estilo de vida de Lalá fez com que ela perdesse 10 kg - e lançou a famosa hashtag #projetolalanoleto

9. PENÉLOPE NOVA

 

A ex-apresentadora da MTV, tem 42 anos, e só começou a malhar de verdade aos 30.

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

»Notícias Anteriores