Fitness

Não faça a Kardashian: 5 razões para não cair na moda do corset na academia

Com tantas fotos das irmãs Kim, Kourtney e Khloé Kardashian usando corset, inclusive durante a prática de exercícios físicos, a moda nos Estados Unidos pelo uso do acessório só aumentou.

A técnica, quase de tortura, que começou no século XIV reaparece como um dos aliados para afinar a cintura, não é nem um pouco indicada para a saúde. Veja 5 razões para não cair nessa antes que a moda chegue por aqui.

1. ENFRAQUECE A MUSCULATURA

“O uso constante do corset na verdade deixa o abdômen fraco, pois reduz a ação ativa dos músculos. Isso faz com que ele não exerça suas funções de estabilização em todas as atividades do cotidiano e laborais, potencializando lesões”, explica Eduardo Netto, educador físico e diretor técnico da academia Bodytech. 

2. DIFICULTA A RESPIRAÇÃO
Sabe aquela história de que no passado muitas mocinhas desmaiavam usando espartilhos apertadíssimos? “O corpete aperta as costelas permanentemente e diminui a expansão do pulmão”, explica Emerson Lessa, fisioterapeuta e coordenador do Centro de Reabilitação do Hospital 9 de Julho.


Kim e Kourtney Kardashian

3. FAZ MAL PARA A CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA

Quer resultado pior do que o aumento da pressão arterial e o aparecimento de varizes?  “O corset deixa o retorno sanguíneo para o coração comprometido, o que prejudica a circulação”, ressalta Emerson.

4. COMPRIME ORGÃOS INTERNOS
Como aperta todos os órgãos, o corset diminui o movimento peristáltico e prejudica o funcionamento do estômago e intestino, o que deixa a digestão comprometida.

5. NÃO TEM EFICIÊNCIA SE USADO NA ACADEMIA
Malhar com um corpete é pura furada. Ele reduz a circulação local durante o exercício - e não há prova cientifica de que seja realmente eficiente para reduzir medidas. "A única função é deixa-la desconfortável o tempo inteiro", diz Eduardo.
 


 

Enviar por E-mail

Notícias Relacionadas