Gloria Responde

Quem paga a conta? Gloria Kalil esclarece os mitos que permeiam casais e relações de trabalho no restaurante ou bar

Com a grande quantidade de redes de relacionamento, é comum passarmos hoje em dia pelo já conhecido primeiro encontro com frequência. Ou mesmo a rotina corrida de trabalho acaba dando espaço a mil almoços de negócios ou reuniões em restaurantes e cafés.

+ GLORIA KALIL LISTA 15 MICOS PARA SE EVITAR À MESA

Para muita gente, a hora de pagar a conta em um restaurante, ou até barzinho, provoca dúvidas. É feio propor rachar? Homem paga sempre? Divide por pessoa? Divide por casal? Como evitar injustiças? Fomos consultar Gloria Kalil, que esclarece todas essas questões.

DIVIDIR?

"Hoje em dia é normalíssimo dividir as contas. Tanto entre jovens como entre adultos, homens ou mulheres. Cada um paga o seu e ponto. Ou então os casais dividem a conta por casal e, mais tarde, acertam o assunto entre si", explica Gloria.

PRIMEIRO ENCONTRO


Sempre meio a meio nos relacionamentos

E se for um primeiro encontro romântico? "Não tenham dúvidas de que as moças ficam impressionadas quando o cara se oferece para pagar. Mas, de qualquer modo, as mulheres têm que lembrar que trabalham, ganham tanto ou mais que muitos homens e que, portanto, rachar a conta é atitude muito normal".

CONVIDADOS A MAIS


"Se você vai pagar tanto por caranguejo, é bom ele cantar, dançar e nos apresentar a Pequena Sereia"

"Agora, se o casal aparece com uma amiga extra, divide-se a conta por pessoa, e o casal que levou a convidada paga três partes. A mesma regra vale para casais com crianças: os "donos" das crianças é que são responsáveis pelos sorvetes, sanduíches e refrigerantes que elas pedirem".

ALMOÇO DE NEGÓCIOS


"Estou bem com água por enquanto, obrigado"

Se for um almoço de negócios, quem convidou paga. Seja homem ou mulher.

CONSUMOS EXTRAS

"Consumiram uma garrafa de vinho sozinhos? Paguem por ela, sem constranger os que não beberam, e assim por diante. Fazer cálculos justos no final da noitada não é mesquinho - é civilizado".

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Etiqueta do cigarro: 7 situações para evitar a fumaça

Cada vez mais os fumantes são vistos como inconvenientes com seu hábito considerado feio e antigo. Com as leis anti-fumo, cada vez mais restritivas, a galera do cigarro está cada vez mais sem opções de lugares para se entregar ao seu prazer sem incomodar os demais.

"Tenho observado que o maior problema dessa turma em extinção (além de como parar de fumar) é: onde e quando fumar sem enfurecer os saudavelmente corretos – que não só não fumam como fazem marcação cerrada aos que não dispensam a companhia de um cigarrinho. De fato, o cheiro do cigarro e a fumaça incomodam muito quem quer manter os pulmões limpos", analisa Gloria Kalil.

Aqui vão 7 situações para evitar o cigarro e manter a harmonia entre os demais com comentários de Gloria.

1. Fumar na casa dos amigos



"Fumar na casa dos outros, só depois de pedir licença e, mesmo assim, o melhor é ir perto de uma janela aberta ou terraço. Só fumem dentro da casa se a dona insistir ou também for fumante".

2. Na casa de estranhos



"Quando estiver na casa de alguém não muito íntimo, deem uma olhada para ver se há cinzeiros à vista. Se não houver, não fumem - o recado foi dado".

3. À mesa



"Nunca fumem à mesa. Por incrível que pareça, até os anos 1980, toda mesa de jantar tinha cinzerinhos e as pessoas fumavam entre os pratos, ou entre a refeição e a sobremesa. Ainda bem que esse hábito se acabou e hoje não é nada educado acender um cigarro durante as refeições".

4. Em lugares fechados



"Não fumem em locais onde o ar-condicionado esteja funcionando".

5. No carro (que não seja seu)



"Em nenhuma hipótese acendam um cigarro no carro de um não-fumante".

6. Na direção das pessoas



"Prestem atenção na direção da fumaça do cigarro para ver se não está invadindo as narinas alheias".

7. Em sua casa



"Mesmo sozinhos em casa, não deixem de abrir as janelas depois de fumar para que o ar se renove e a sala ou o quarto não fiquem com cheiro de cinzeiro velho".

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Vai ao cinema? Gloria Kalil esclarece 8 dúvidas para encarar a sessão da melhor maneira #etiqueta

O escurinho do cinema não quer dizer buraco negro onde todas as regras de civilidade desapareçam como personagens de filmes infantis ou ficção científica. O fato de estar num ambiente fechado e com pouca luz não libera – nem para maiores nem para menores – a falta de educação e a falta de compostura!

Para que a sessão de cinema tenha um final feliz, algumas dúvidas de comportamento esclarecidas por Gloria Kalil:

1. Pipoca: pode ou não pode?

"Pode, é claro. Esse hábito norte-americano foi definitivamente incorporado às salas brasileiras. Só não vale jogar o resto e o copo no chão na hora de ir embora - muito menos deixar tudo para trás quando acaba a sessão. Salas de espera têm lixos para isso".

2. O que fazer se a pessoa ao meu lado insistir em ficar no celular?

"Se ela não desligar e o telefone acende a toda hora, pode ter certeza de que, no mínimo, oito fileiras de espectadores também vão reclamar até o chato ser obrigado a ir conversar fora da sala ou desligar".

3. Guardar lugar para alguém que não ainda não chegou é educado?

"Pode ser feito. Um lugar no máximo. O que não se faz é tentar reservar três ou quatro lugares – usando o velho truque das bolsas e casacos. Aí, é abuso".

4. Se estiver acompanhado, posso fazer comentários bem baixinho?

"Pode. Metade da graça de ir com alguém ao cinema é justamente poder comentar o filme com o acompanhante. Mas só com ele. Seus vizinhos não têm que aguentar sua opinião sobre filmes búlgaros ou o seu entusiasmo com os músculos do Brad Pitt".

5. Gosto de tirar os sapatos durante o filme. Posso?

"Depende. Se estiver seguro que seus pezinhos estão limpos e cheirosos, pode. Desde que fiquem lá embaixo, no chão, e não apoiados nos braços da cadeira da frente, justamente na altura do nariz do vizinho".

6. Posso levar comida para dentro do cinema?

"Não. Comidas trazem cheiros que não devem fazer parte do ambiente de uma sala de cinema".

7. Quais os pecados que alguém pode cometer dentro do cinema?

"Se portar como se estivesse sozinho em casa. Ou seja: ficar namorando sem se importar com que os outros escutem seus arrulhos de amor e passar a sessão de cabeças juntinhas, dificultando a visão de quem está atrás (sobretudo se o par de pombos for alto ou cabeludo); falar alto; amassar papel; bater com os pés na poltrona da frente; espirrar no pescoço do vizinho da frente; tossir o filme todo".

8. Como agir se seu filho falar demais ou chorar dentro do cinema?

"Se um 'fica quietinho e olhe o filme' não funcionar, leve-o embora imediatamente e vá ver o que há de errado com ele na sala de espera. Talvez ele ainda seja pequeno demais para encarar duas horas de silêncio e imobilidade".

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Gloria Kalil esclarece dúvidas dos leitores sobre presentes de casamento em 5 tópicos #GifAnimado

Hoje em dia, é comum recebermos convites para a segunda (ou até terceira) festa de casamento de um mesmo amigo; ninguém mais estranha o casa-descasa! 

Mas essa mudança de costumes deixou alguns de nossos leitores em dúvida: como presentear aqueles que comemoram essas segundas bodas? Gloria Kalil ajuda a resolver o dilema em 5 tópicos:

1. CASA MONTADA

A primeira coisa a ser lembrada é: se o novo casal já tem casa montada, opte por presentes não tão convencionais, como livros de arte, pacotinhos de programas dentro da viagem que os noivos estejam planejando, um jantar fora no restaurante que os noivos escolherem na cidade onde moram, ou mesmo um porta-retratos para as fotos da nova família.

2. OS TRADICIONAIS

Contudo, se o plano é mobiliar a nova residência, os presentes tradicionais ainda valem (copos, talheres, etc...). 

3. LISTA

E não é que os noivos também estão confusos? Querem saber se a clássica lista de presentes ainda é a melhor opção ou se podem pedir dinheiro.

Aqui vale ressaltar: presente não é uma obrigação, é acima de tudo uma lembrança carregada de afetividade. Colocar lista em loja foi a alternativa encontrada para facilitar a vida dos convidados; pode não ser uma coisa muito elegante, mas é prática.

4. DINHEIRO

Quanto ao dinheiro, é definitivamente deselegante pedir; dá a sensação de que estamos participando de uma transação comercial sem nenhum envolvimento pessoal. 

5. CASAL DE LONGE

E se o casal for morar fora da cidade ou do país? Ou os noivos põe uma lista numa loja que faça entregas para lugares distantes ou eles que esperem que os mais próximos ofereçam um presente em dinheiro para que eles comprem o que quiserem na cidade onde vão morar.

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Vai conhecer a sogra? Gloria Kalil fala sobre roupa, make e boas maneiras para a ocasião

Provavelmente não há situação de maior nervosismo para um casal do que o momento de conhecer a sogra. A mãe da pessoa amada é sempre aquela que mais vai julgar de perto se a novidade é a mais indicada para seus pupilos.

E saiba que as queridas sogrinhas tem um dia só delas, que é comemorado em 28 de abril. Pensando nisso, perguntamos a Gloria Kalil os passos para não fazer feio na hora de conhecer a sogra.



"Antes de tudo, informe-se sobre o tipo de encontro que está sendo planejado. Se a proposta é um almoço ou um jantar e vocês moram na mesma cidade, sua postura será diferente do que um encontro com ela numa outra cidade, pois o plano agora será o de passar um fim de semana em território escorregadio", diz Gloria.

No jantar: esteja bem vestida, mas não exagere na produção, nessas ocasiões é melhor ser discreta do que ganhar o título de exibida extravagante. Nada de make carregado e saltos altíssimos, escolha uma roupa que te deixe linda, sem ser periguete.

Se o jantar for na casa dela, pergunte ao seu namorado se seria apropriado levar uma garrafa de vinho ou se ela e o sogrão vão preferir uns chocolates - ainda não é hora de presentear mais personalizadamente a fera, bajulação demais fica artificial.



Na casa dela: por mais íntimo que você seja de um anfitrião, quando for passar alguns dias na casa deles é sempre delicado levar alguma lembrança. Faça o mesmo com a sogra. Pode ser um vinho, um bom azeite ou algumas delícias para a hora do aperitivo.

Quanto à roupa, lembre-se: é uma situação familiar, por isso guarde seus decotes e roupas ultra míni para os momentos a dois.

Mais uma coisa: não fique de visita, esperando ser servida. Ofereça-se para ajudar na cozinha, tire a mesma, arrume seu quarto, deixe o banheiro em ordem depois do banho e não esqueça o xampu, o chinelo, os óculos, o pijama, ou seja lá o que for, quando for embora.

 

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Gloria Kalil indica como escolher o jeans ideal de acordo com seu tipo físico; das baixinhas às sem bumbum

Assim como o futebol, o jeans é uma paixão brasileira. O tecido está presente em qualquer guarda-roupa e é usado em quase todas as situações. Mas com tantas opções de modelos, como saber qual o fit ideal de acordo com nosso biótipo?

+ GLORIA KALIL MOSTRA COMO USAR JEANS DEPOIS DOS 40, 50 E 60 ANOS

"Até uma roupa fácil e conhecida como o jeans tem o seu cerimonial, ele não é infalível", observa Gloria Kalil. Pensando nisso, separamos alguns tipos físicos para indicar qual o melhor caminho para encontrar o modelo ideal de jeans.

1. BAIXINHAS


Mila Kunis (1m63), Reese Witherspoon (1m56) e Kylie Minogue (1m52)

Aposte: se a intenção é alongar a silhueta, os mais justos são os melhores amigos. Clássicos, na linha natural da cintura, sem barra dobrada. Lavagens escuras e modelagem skinny.


Mila Kunis e Kylie Minogue

+ MOLINHO E MACIO, JEANS QUE LEMBRA MOLETOM PROMETE SER HIT DO INVERNO

Evite: calças boyfriend ou folgadas não são as que melhor vestem as baixinhas - assim como bainha virada, que corta o comprimento das pernas. Nos calçados, prefira sandálias mais baixas bem abertas e leves, alongam mais a silhueta do que sapatilhas escuras ou sapatos fechados.

2. QUADRIL PESADO


Beyoncé e Eva Mendes

Aposte: para disfarçar a região, pense em tons e lavagens escuras, boca estreita e stretch. Cós um pouco baixo, a fim de dar espaço para acomodar o bumbum. Modelo boot-cut (mais aberto desde o joelho, para permitir o uso de bota por baixo), que equilibra melhor o quadril pesado. Beyoncé consegue o mesmo efeito com o macacão não tão justo.


Iggy Azalea e Jennifer Lopez

Evite: jeans skinny, de cintura alta ou muito baixa.

+ LINHA DO TEMPO COM OS PERSONAGENS QUE MARCARAM A HISTÓRIA DO JEANS

3. SEM BUMBUM


Zoe Saldana, Megan Fox e Victoria Beckham

Aposte: para dar volume à região - ou não ressaltar a falta dele - pense em calças com o cós bem baixo, com detalhes nos bolsos de trás - saltos altos são aliados, pois ajudam a projetar o bumbum para cima:

 
Victoria Beckham e Megan Fox

Evite: jeans justos e de cintura alta.

+ VEJA DE PERTO OS JEANS DAS PASSARELAS DE INVERNO 2015

4. COM BARRIGA

 
Christina Aguilera, Shakira e Jennifer Aniston

Aposte: se o objetivo é tirar o foco da barriga, pense em calças nem tão altas nem tão baixas - o suficiente para cobrir a área: um pouco abaixo da linha natural da cintura ou com stretch, que sustentem a barriga, sem agarrar.

 
Christina Aguilera e Reese Witherspoon

Evite: jeans largos e de cós baixo; aliás, nada de cós lá embaixo, botões ou qualquer coisa que fique beliscando seu umbigo,

+ GLORIA KALIL INDICA OS MELHORES JEITOS DE COMBINAR A SAIA JEANS

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

»Notícias Anteriores