Gloria Responde

Gloria Kalil explica o passo a passo da mala de viagem perfeita - e como chegar com tudo organizado ao destino final

Acomodar tudo que você precisa dentro da mala é mais fácil do que parece. Com uma boa organização, dá para ganhar mais espaço na bagagem e, o melhor, chegar com tudo o menos amassado o possível. 

Gloria Kalil, que é expert no assunto e autora do Viajante Chic, mostra o passo a passo do melhor jeito de organizar a mala.

1. PRIMEIRO, A CALÇA



"Coloque a calça esticada e bem encostada no fundo da mala, mas mantenha as pernas para fora.”

2. CAMISA



“Abotoe a camisa, depois coloque-a aberta na mala e só dobre a parte final. Quanto mais para baixo você conseguir dobrar, melhor - assim a camisa não fica com um vinco bem no meio, que vai aparcer quando você vestir.”

3. MALHAS



“Tudo que é de malha pode ir enrolado. Faça isso com camisetas, suéteres e maiôs, que ficam o menos amassado possível desta maneira.”

4. SAPATOS

 

“Coloque os sapatos em saquinhos e acomode-os nos cantos. Depois, coloque saias, vestidos e jaquetas. Na sequência, as lingeries sobre um lenço aberto, dobrando-o depois para deixar tudo mais escondido caso seja parada na alfândega, por exemplo.”

5. NÉCESSAIRE




"Coloque os produtos de beleza e higiene em nécessaires de vários tamanhos. Assim, elas não ficam numa nécessaire grande ocupando espaço enorme na mala".

6. DOBRE A CALÇA E COLOQUE OS ACESSÓRIOS

Hora de fechar a calça dentro da mala, sobre tudo que já foi posto. Acomode por último os acessórios que faltam e deixe os cintos abertos ao redor da mala. "Caso leve pijama, deixe-o por cima de tudo para evitar desmontar a mala inteira quando chegar cansada."

 

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Como lidar com os bêbados alegres que aparecem aos montes nas festas do Carnaval (e também no resto do ano)

Todo ano tem Carnaval e com ele: calor, sol, muita alegria, muito suor e cerveja. E uma grande chance de amolações por conta de toda esta descontração. O negócio é exercitar a paciência e o bom senso, pois é quando entra em cena o alegre bêbado de festa.

Apesar do enorme grau de tolerância que o Carnaval proporciona, bêbado é chato do mesmo modo - e dá trabalho. É terror dos amigos, dos garçons, dos seguranças, dos parentes e dos motoristas de táxi.

Como lidar com eles durante estes dias de muita liberdade?

. Não adianta discutir com quem bebeu mais do que deve. Eles não raciocinam de forma lógica e ficam emocionais ou agressivos - podem chorar no seu colo, fazer declarações de amor ou sair no soco.

. Se for um amigo ou alguém próximo, tente oferecer uma bebida num outro lugar, quem sabe na casa dele, para deixá-lo em segurança.

. Não permitam que ele dirija; se necessário, escondam as chaves do carro e enfiem o chumbado num táxi. Ele pode esbravejar, mas vai agradecer no dia seguinte.

. Se for desconhecido, saia de perto e não tente tirar satisfações porque ele fez um comentário besta ou desagradável. Fuja do barraco. Vai sobrar é pra você.

. Impossível evitar excessos de vez em quando. Mas ao sair de casa para a festa, tentem se cercar de um mínimo de segurança. Até nessas horas dá pra agir com algum juízo antes que ele evapore no copo…

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Gloria Kalil indica 8 situações para evitar constrangimentos no Natal na casa da sogra #gifanimado

Entre todos os compromissos das festas de fim de ano, os casais contam ainda com uma situação que sempre causa desespero: o Natal na casa dos sogros. Para aqueles que já estão casados há muito tempo, a ocasião vira costume. Mas para os que ainda estão namorando ou acabam de ficar noivos, provavelmente a pessoa vai se sentir em apuros quando conhecer os costumes da sogra.

Mas não há motivos para se desesperar. Para ajudar a evitar situações constrangedoras, Gloria Kalil dá os melhores conselhos para as festas na casa da sogra. 

1. Quando você ainda não conhece a família

Para que o acontecimento não seja um mico completo, valem algumas precauções. A primeira é se informar sobre os hábitos da família. Ligue para seu par e pergunte sobre os costumes da casa como o horário do jantar, quem estará presente, etc. Caso ele não saiba responder, vale consultar a própria sogra ou outro integrante da família.

2. Quanto servem uma comida que você não come

Com a variação de pratos servidos na noite de Natal, é difícil que isso aconteça. Mas caso você se veja nessa situação, fique na sua e elogie a parte da mesa que você aproveitou.

3. Quando você leva presentes para os sogros

Aproveite para ser simpático e se ofereça para levar um vinho, uma sobremesa ou uma entrada para a ceia. Se assim mesmo as coisas ficarem vagas, garanta sua participação levando ao menos uma lembrança para a sogra e para o sogro: um artigo de perfumaria para ela, uma garrafa de vinho ou uma boa cachaça pra ele.

4. E para os filhos do namorado

Não se esqueça de levar, obrigatoriamente, presente para os filhos do seu namorado(a), caso já tiver algum.

5. Quando alguém que você não presenteou te dá uma lembrança

Se você receber algum presente de alguém para quem não levou nada, agradeça muito e pronto - no próximo ano você faz diferente.

6. Quando tem amigo secreto

Amigo secreto em família é uma celebração muito íntima. Procure saber com antecedência se seu par tem o hábito de realizar a brincadeira e sinta-se à vontade para recusar, caso não tenha ainda muita intimidade com seus novos parentes.

7. Quando a família é muito religiosa

Caso a família cumpra algum ritual religioso que você não compartilhe ou não conheça, seja discreta, educada, mas pode ficar na sua; você não é obrigada a acompanhar; respeite e pronto!

8. Quando você chega com a roupa errada

Quanto à roupa, lembre-se: é uma situação familiar, você estará circulando, ajudando a servir, abaixando para pegar presentes... Por isso, escolha algo que te deixe linda, sem periguetismo (nem tão curta ou tão decotada que te impeça de se movimentar) e um par de sapatos altos, mas que te permitam andar sem ter que dar passinhos de saracura em perna de pau.

Se conseguir sobreviver a tudo isso, espere só até os comentários positivos sobre você começar a circular pela família


"Menina, você viu que pessoa educada?!"

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Ganhou um presente e não gostou? Gloria Kalil esclarece se pega mal ou não trocar o pacote

Se tem uma época do ano que aguardamos ansiosos para receber presentes, é o Natal. Ganhar um agrado de quem gostamos nos deixa sempre animados – ou nem tanto. Algumas pessoas acabam errando na escolha e logo vem à cabeça: pega mal trocar?

"É dificílimo dizer para alguém que não gostou do que recebeu", diz Gloria Kalil. "A pessoa vai se sentir ofendida e imediatamente achar que você não concorda com seus critérios ou gostos. Qualquer gesto de não-apreciação será interpretado como um insulto pessoal e você será acusada de indelicada, grosseira e mal-agradecida", diz Gloria Kalil.

Caso você ganhe algo que sabe que não vai usar ou que não tem a ver com você, pense em uma saída que deixe todos felizes. Alguns segredos podem ajudar, como:

. Diga que a blusa (ou a saia, calça, vestido, sapato ou o que for) é tão a sua cara que já tem uma igualzinha e que, portanto, vai trocar por outra cor (ou outro tamanho, ou modelo). Mas diga na mesma hora, assim que abrir o pacote, com a cara mais encantada do mundo.  

. Agora, se a pessoa for muito próxima e tiver escolhido o presente com muito cuidado e dedicação, se o objeto tiver referência a algum momento especial da relação de vocês, aí não tem jeito. Agradeça, dê muitos beijos e guarde o mimo no armário. Talvez, com o passar dos anos e com o vaivém da moda, você possa até rever a sua opinião.

. Para quem dá o presente, algo que facilita é escolher propositalmente modelos com alguns números maiores (ou menores) que o normal do presenteado. Assim, a pessoa terá que trocar e pode escolher algo que tenha mais a ver com seu estilo, seu gosto ou sua necessidade sem pânico ou remorso.

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

6 passos para acertar na escolha do presente de Natal

Ainda não sabe o que comprar de presente para alguém? Para não cometer nenhum mico na hora da entrega, nem se arrepender depois, vale ficar atenta nos conselhos de Gloria Kalil. Como regra geral da vida de presenteador ela adverte: “Coisas muito enfeitadas, marcadas e datadas são sempre mais arriscadas. Você precisa conhecer mais o gosto da pessoa. E sempre dê algo que a pessoa tenha a opção de trocar.” (Leia também: afinal, pode pega mal trocar o presente que não gostou?)

+NATAL: 9 SITUAÇÕES PARA EVITAR NA FESTA EM FAMÍLIA, EM #GIFANIMADO



1. LINGERIES para colega de trabalho não pega bem



2. ANIMAIS, nem pensar. Não importa se é pássaro, gato, pato, peixe... ou o cachorro mais fofo do mundo. Ninguém é obrigado a aceitar um bichinho que vai dar trabalho.

+NATAL: 8 MANEIRAS DE EVITAR CONSTRANGIMENTOS NO JANTAR COM A SOGRA!



3. MEIAS E CUECAS para homem é muita falta de criatividade e amolação. Zzzzz, fuja.




4. OBJETOS DE DECORAÇÃO: se você nunca visitou a casa da pessoa, nem pense nisso. A
s chances de errar aumentam e muito!



5. VALORES: estipule um preço antes da compra e não saia daquele orçamento.



6. ATENÇÃO AO ESTILO: analise bem o presenteado. Roupa de brechó para alguém que só veste preto, não vai funcionar.




E lembre-se: ganhou algo e não gostou? Sorria e disfarce.


 

 

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Gloria Kalil indica a roupa certa e o que não fazer na hora de encarar a festa de fim de ano da empresa, em #gifanimado

Está aberta a temporada das temidas (e aguardadas) festas de confraternização das empresas. Nesta época do ano, o Chic recebe inúmeras dúvidas de leitores querendo saber o que usar e o que evitar para não criar uma situação constrangedora com os colegas de trabalho.

Pensando nisso, Gloria Kalil escreveu este pequeno guia para não fazer feio nem no look nem nas atitudes:

1. Quando a confraternização é na hora do almoço

Se a ideia é um almoço, as coisas ficam mais simples. Use a mesma roupa do trabalho com algum acessório mais ousado, colorido ou diferente, retoque a maquiagem e pronto.

 

2. Quando é um happy hour ou jantar

Se a programação é à noite, as coisas mudam um pouco. Aqui valem looks mais caprichados, ainda que sem exageros. Seu chefe continua sendo seu chefe, as hierarquias não desapareceram e você ainda é um funcionário sendo avaliado por ele e pela equipe.

 

3. Quando não se usa a roupa adequada

Embora seja um momento de confraternização e proximidade, a festa continua sendo uma extensão de sua vida profissional. Por mais que você goste de roupas mais ousadas, deixe para os momentos de lazer e evite decotes extravagantes, roupas justas e vestidos curtos.

 

4. Quando cumprimenta o chefe

Poder ou não cumprimentar o chefe com beijos costuma ser uma dúvida muito comum. Pode _o que não significa que daqui para frente vai repetir o gesto toda vez que passar pela sala dele ou encontrá-lo nos corredores da empresa. É apenas uma saudação mais carinhosa em um dia de festa que acontece uma vez por ano.

 

5. Quando se bebe além da conta

Toda vez que você estiver em um evento com pessoas que podem te mandar embora no dia seguinte, porte-se com a mesma atitude que costuma ter no escritório. Então muito cuidado com a quantidade de drinks, é somente entre amigos que você pode beber à vontade e dizer as maiores loucuras.

 

6. Quando você leva seu namorado(a) para a festa

Normalmente, festas de fim de ano são um momento de convívio entre as pessoas de uma mesma empresa, por isso, não leve seu namorado ou namorada sem saber se o convite se estende para terceiros. Se a presença de acompanhantes for autorizada, tenha certeza de que seu par vai seguir o clima, a roupa e o ambiente de seu trabalho para não ficar como um peixe fora d'água.

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

»Notícias Anteriores