Homem

Bermuda, sim! Mas podemos tentar convencê-lo a desistir do bermudão cargo xadrez?

Não é por que acaba de terminar o verão que o homem brasileiro vai deixar de usar bermudas. Nem precisa estar muito quente para que, na primeira oportunidade de folga, ponham os joelhos de fora. Elas já andam circulando nos escritórios mais liberais e podem até ser aliadas de quem veste com bom gosto. Mas há uma bermuda específica, facilmente vista nas ruas, que imediatamente faz pensar que quem o sujeito não tem noção alguma de estilo. Falo do bermudão cargo comprido, largo e estampado em xadrez miúdo, nas cores mais sem graça do planeta.

Já imagino os comentaristas de Facebook rebatendo em caixa alta que hoje em dia cada um tem o direito usar o que quiser. Pode usar, ué... Para você, ela representa sua liberdade de escolha. Foi a peça que você comprou para usar quando estivesse sozinho, à vontade. Inevitavelmente, com tantos bolsos, ela acaba sendo usada pouco a pouco em eventos sociais. É a sua escolha, afinal, mesmo que busque uma peça tão confortável que se permita ser feia. Se nos permite contar um segredo, sua namorada sonha em vê-la pegando fogo!

Veja por exemplo, nas imagens a seguir, que diferença faz se acrescentamos um pouco de cor.


Rômulo Arantes Neto e Alex Lerner

Selecionamos imagens de três bermudas num mesmo tom de turquesa, com diferentes propostas de uso. Poderiam também ser em vermelho, marinho, verde-escuro. No primeiro exemplo (acima, à esq.), a bermuda clássica _reta, lisa e no joelho, usada com dockside e t-shirt cinza mescla. Serve para almoços no fim de semana e outros passeios informais, como um cinema, um churrasco, uma visita na casa de praia de um amigo.  A segunda imagem (acima, à dir.) mostra uma versão mais curta (logo, mais fashion), usada com polo listrada e tênis tipo iate (funciona também com espadrilha). Já no terceiro exemplo (abaixo), uma versão de praia, estampada, para passar o dia na água, no barco na piscina. E Havaianas.



Giovani Gávio

 

Se cor ainda é um problema para você (sério?!), pode partir para os neutros: off-white, bege, creme... Não precisa nem saber de cor a diferença entre um e outro. Outro ponto importante é o material. Quanto mais fininho e molengo, mais vai marcar o corpo (e a parte que está sob a bermuda...). Mais garantido seria usar um tecido mais encorpado (sarja, jeans são bons exemplos), que "segure" o que está por baixo. 


Murilo Benício e Cauã Reymond

 

Neste momento os mais espertinhos já devem ter pensado na bermuda de surfe. Maior style, certo? Sim, mas, assim como qualquer outra peça esportiva, tem uma função específica (neste caso, de secar rapidamente e proteger a pele do atrito com a prancha). Idem para a de corrida, que é pensada para fazer o corpo respirar melhor e facilitar o movimento das pernas. Portanto, as peças abaixo estão restritas para as seguintes atividades: surfe e corrida. Combinado? 


Cauã Reymond e Joaquim Lopes

Enviar por E-mail

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail