Moda

Alexandre Mortagua . inverno 2012

Foi em um espaço sob a praia do Leme, no Rio de Janeiro, que Alexandre Mortagua fez seu primeiro desfile em público - como já tinha adiantado ao Chic em entrevista -, aos 17 anos recém-completados e com a mãe - a ex-modelo Cristina Mortagua - na plateia pocket de amigos.

A coleção foi inspirada em David Bowie e suas personas, Ziggy Stardust e Thin White Duke - da primeira veio a silhueta, da segunda a elegância conceitual da alfaiataria em preto e branco. Mortagua se coloca como filhote do neo-minimalismo de Phoebe Philo e afins, e faz isso bem. A influência se reflete nas cores - principalmente preto, branco e pastel - e na vontade por uma alfaiataria seca e sexy.

Daí aparecem bons momentos, adequados à onda do menswear na moda feminina, como o vestido/paletó de decote profundo, as calças cropped, as lapelas relidas e as blusas de modelagem retorcida. Itens que seriam quase senhoris demais - tipo a saia no joelho e as mangas 3/4 - têm a seriedade quebrada pelo uso da transparência (destaque para a calça bicolor com faixa translúcida).

Não é comum por aqui um estilista se meter a mostrar seu trabalho por conta própria, sem estrutura de um evento por trás, ainda mais nessa idade. Então Mortagua merece créditos pela vontade e esforço - e pela cara de pau. Ele não faz a linha menino prodígio - está mais para alguém que sabe onde quer chegar e está disposto a se esforçar para isso. Tanto melhor.

Enviar por E-mail

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail