Moda

André Hidalgo fala sobre a reformulação da Casa de Criadores, feira de negócios e concurso para novos talentos

A 27ª Casa de Criadores está mais enxuta do que as edições passadas - são 16 desfiles de verão 2011 contra 21 do inverno 2010 - o que, segundo André Hidalgo, organizador do evento, aconteceu por dois motivos: "todo mundo reclamava que tinha muito desfile e que nem todos eram 'aquela coisa'. Algumas marcas tinham muito o pé no comercial, dava para enxugar. Ficaram as que têm mais a cara da Casa de Criadores", explicou André.

Mas isso não significa descaso com o lado comercial. Tanto que, atualmente, ele está procurando parceiros para colocar em prática uma feira de negócios de moda que planeja realizar simultaneamente ao CdC verão 2012, em maio do ano que vem. "Não adianta só fazer vitrine, desfilar bem, ser talentoso. É a parte comercial que determina o sucesso, tem que vender. Mas acho as feiras atuais muito quadradas, então nossa proposta é fazer uma com estilistas que tenham o trabalho voltado para a criação", contou. A saber: ainda sem nome, o evento terá, no máximo, 40 participantes que passarão por uma curadoria antes de serem aceitos.

Outra novidade nas próximas edições da CdC poderá ser conferida no Projeto LAB. Vai ser nesse grupo que o vencedor de um concurso para novos talentos de Santa Catarina - o Salão de Novos, realizado dentro do Moda Vanguarda, em Guaramirim, sob a batuta do próprio André Hidalgo - irá desfilar em novembro, na edição de inverno 2011.

Enviar por E-mail

Notícias Relacionadas