Moda

Lenny Niemeyer . verão 2014

Pense em anos 1990. Pense em Malu Mader, luzes e modernidade de novela à la Hans Donner, como a gente pensava o futuro. É de onde surge o batalhão de Lenny Niemeyer (que recentemente adotou o sobrenome na marca, depois de 20 anos), liderado por uma Shirley Mallmann de músculos robóticos e cara fechada, de maiô rígido e mangas volumosas, sob um bate estaca seco. Tudo como manda o figurino noventista. Lenny resolveu se pintar de minimalista. E trouxe toda a sua moda praia baseada em láicra dublada, em branco-preto-caramelo, usando o material para manter os volumes onde quer e, ao mesmo tempo, dando movimento onde precisa. Daí surgem algumas soluções interessantes, principalmente nos sutiãs dos biquínis, combinados com parte de baixo micro: como o decote em trapézio alto, como que segurado por alças que não existem, ou a sua versão praiana do cropped top, via tomara que caia com modelagem solta abaixo dos seios. Para não cansar, a segunda parte do desfile trouxe boas estampas "luminosas", com faixos de luz que ajudam a definir ou alongar a silhueta. Mas é interessante também o trabalho com fios de ráfia, que moldam a láicra para texturas e nervurados poderosos. Não são para qualquer praia, mas até aí... os anos 1990 também não foram pra qualquer bico.

Enviar por E-mail

Notícias Relacionadas