Moda

Osklen . Inverno 2010

Como foi o verão 2010 - a marca criou um samba com carnaval, camiseta e moletom. De linhas simples, as peças combinavam fluo, paetês estampados, furta-cor, muito cinza.

O inverno 2010 - esqueça o redondo do confete e o sinuoso da serpentina. Dos verões da Osklen - a inspiração desta temporada -, só sobra o estilo, ao mesmo tempo despojado e solene, pelo qual a marca é conhecida. É de peças assim que improváveis ângulos  saltam aos olhos, criando volumes tridimensionais. A Amapô fez isso muito bem, e em multicores, nesta mesma semana de moda (verão 2009). Mas a versão de Metsavaht é diferente: há algo de incômodo e hipnotizante na coleção, a começar pelo tema.

Em seguida, porque é preciso descobrir de onde vem, exatamente, o próximo volume - é sempre sem avisar. Depois, porque são maiôs, sungas, shorts, vestidos e calças com os quais gostaríamos de passar um belo verão - não fossem essas roupas feitas de feltro espesso, que não lhes dá moleza - nem mobilidade. O mesmo acontece com tressês de xantungue e palha de seda.

Em outro momento, os 3D aparecem em uma série de fundo marrom e estampas de folhagens e hibiscos - os desenhos que remetem ao balanço das plantas criam um atrito provocador quando impressos sobre a roupa de formas repressoras.

Outra parte importante da apresentação foram os tricôs grosseiros versus molengos, de listras ou cores blocadas, no fundo preto - um belo respiro em meio aos quadrados. Depois deles veio outra dose de geometria e dobradura. Havia, o tempo todo, essa ideia do dissonante, do ângulo reto em formas orgânicas.

 

Pontos de venda no Brasil: 390
Lojas Próprias: 32
Franquias: 28
Multimarcas: 330
No exterior: Exporta para: Japão, Estados Unidos, Itália, Rússia, Emirados Árabes, Austrália, Grécia, França, Reino Unido e México.
Site: www.osklen.com
Fonte: assessoria de imprensa da marca.

 

Fotos desfile: Charles Naseh

Fotos bastidores: Henrique Padilha

 

Enviar por E-mail

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail