Novela

Lenços no cabelo são ponto alto de Leandra Leal em Império e figurinista da novela desvenda o estilo de Cristina

Ela é a mocinha da vez na pele de Cristina, em Império e já começa a lançar moda. Leandra Leal faz sucesso no papel da suposta filha bastarda do Comendador, personagem de Alexandre Nero, e vem agradando o público com sua serenidade e visual característico. Por ser de origem humilde, Cristina precisa rebolar para conseguir manter as contas da família, o que não faz com que ela não se preocupe com a aparência.

Uma das características que se destaca são os lenços usados na cabeça. Variando as amarrações e estampas, os laçarotes - que são assunto da vez como aposta para o verão - aparecem em quase todas as cenas de Cristina. Cortesia da figurinista da novela, Helena Gastal.

"O figurino foi idealizado para uma moça moderna, descolada, antenada, mas com pouco poder aquisitivo. Ela compra suas roupas em brechós, feirinhas, garimpa peças no Saara (rua de comércio popular carioca) e em lojas populares. Além disso, ela também é do tipo que faz trocas com as amigas", conta Helena.

A figurinista define o estilo da personagem como "streetwear popular carioca". "Cristina usa muito jeans em calças, saias lápis e jaquetas, e os compõe com corpetes, blusas ciganas, blusas de algodão, com mangas curtas e cinturadas, além dos lenços. Como ela trabalha e estuda durante o dia, está sempre mais composta neste horário. Deixamos os vestidinhos e as minimolengas de seda para ela namorar à noite".

"Os lenços nos pareceram uma ótima opção para dar um charme e permitir a variedade de penteados em seus cabelos longos e cacheados", explica a figurinista. "Vimos algumas imagens em nossa pesquisa de street wear, em blogs e sites como Pinterest. Os primeiros vieram do Saara e depois fizemos outros no Projac, com novas estampas".

O segredo da peça fica na armação escondida. "Eles são costurados com arame dentro, para dar mais firmeza ao penteado. Os lenços foram escolhidos independentes da classe social dela. Eles servem para dar personalidade e charme à personagem".



Mas vai virar moda, como de tantas outras novelas? "Acho que as pessoas estão gostando dos lenços. A Leandra gosta muito, a equipe do figurino também", diz a figurinista. "Quando a mídia mostra, as pessoas naturalmente copiam o que gostam. Mas não sabemos dizer com antecedência o que vai virar moda".

No enredo da novela, enquanto se define se Cristina é ou não filha do protagonista milionário, as apostas é que a personagem migre para o núcleo rico. "A nova fase de Cristina ainda não está escrita, por isso não sabemos quando isto vai acontecer e se irá acontecer. Caso ela fique rica, podemos usar lenços de outra forma, mas nada ainda foi produzido. Fica para depois".

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

LINHA DO TEMPO: de Xuxa a Nicole Kidman, relembre 18 Princesas e Rainhas dos filmes e novelas

A realeza está em alta! Seja no cinema -como nas cinebiografias de Lady Di e Grace de Mônaco- ou nas Princesas da vida real -como Kate Middleton e Letizia Ortiz-, a monarquia segue como alvo de curiosidade e fascínio do público.

E não é de hoje que Princesas e Rainhas servem de tema de filme. Alguns recriam personagens históricos, como Maria Antonieta e Carlota Joaquina, outros inventam seu próprio reino de tronos fictícios como Xuxa em A Princesa Xuxa e os Trapalhões. Também não se pode esquecer das Rainhas bruxas, que são figuras indispensáveis nos contos infantis.

Relembre 18 das Rainhas e Princesas mais icônicas ao longo da história:

 

 

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Com mais de 22 criações de vestidos de noiva para novelas, Lethicia Bronstein elege os 5 modelos favoritos da telinha

A estilista carioca Lethicia Bronstein é famosa entre as noivas da vida real, mas tem um dedo especial para os casamentos da ficção: já contabiliza 22 vestidos de noivas feitos para novelas.

O primeiro foi um modelo para Vanessa Giácomo em Duas Caras, em 2007. Nos últimos sete anos, suas criações já renderam até duas participações da estilista em cena, como a costureira das peças (em Passione e Em Família).

Há oito anos no mercado de vestidos de noiva, em 2014 Lethicia lançou sua primeira coleção pret-à-porter para o altar. Em papo com o Chic, Lethicia listou seus modelos favoritos feitos para as noivas da ficção:

1. Joana, personagem de Regiane Alves em Beleza Pura (2008)

2. A Diana de Carolina Dieckmann, em Passione (2011) - que rendeu a primeira aparição de Lethicia nas telinhas

3. Mariana Rios, Drika em Salve Jorge (2013)

4. Nicole, a famosa "noiva cadáver" vivida por Marina Ruy Barbosa, que continuou usando o vestido mesmo depois de morta em Amor à Vida (2013)



+ LETHICIA BRONSTEIN REVELA BASTIDORES DAS SUAS CRIAÇÕES

5. O vestdido de casamento da Helena, personagem de Bruna Marquezine de Em Família (2014)



ACOMPANHE AS TENDÊNCIAS EM MODA E BELEZA DAS NOVELAS

 

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Como era e como ficou: na onda de Boogie Oogie, relembre 10 modinhas dos anos 1970 que voltaram repaginadas

Com clima Dancin' Days, o horário das 18h ganha nesta segunda (04.08) sua nova novela, Boogie Oogie. Ambientada nos anos 1970, a trama de Rui Vilhena traz de volta as deliciosas modas que agitaram a década como meias com sandálias, calças flare e tops cropped.

Mas se engana quem acha que todas essas tendências ficaram restritas apenas àquela época. Os elementos dos anos 1970 seguem vivos até hoje, agora adaptados para o visual anos 2010 das ruas. Veja a lista de como eram - e como ficaram - dez das modinhas mais faladas daquela época.

1. ONÇA TOTAL



2. PUNK



3. TRANSPARÊNCIA

4. CALÇAS FLARE & TOPS CROPPED

5. BOINAS E SHORTINHOS

6. MATERIAIS INUSITADOS

7. BIQUÍNIS MICRO

8. SHORTINHOS

9. MACACÃO/LEGGING

10. XALES/CROCHÊ



Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Preto e roxo são as cores favoritas das famosas para a festa de lançamento de Boogie Oogie

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

Figurinistas de O Rebu desvendam 6 curiosidades sobre o guarda-roupa da novela #gifanimado

Com muito mistério e glamour em cena, O Rebu vem despertando a atenção da audiência desde antes de sua estreia. A novela de George Moura e Sérgio Goldenberg reconta a versão de 1974 de um assassinato durante uma festa black-tie. Repaginada em 2014, a trama conta com figurino elaborado e cheios de grandes marcas, tudo feito sob a supervisão de Cao Albuquerque e Natália Durán.

Como a novela se passa toda em apenas uma noite, os figurinistas tiveram um trabalho minuscioso de seleção das peças usadas e em conversa com o Chic, a dupla desvenda 6 curiosidades sobre o guarda-roupa da novela.

1. Criação
"Começamos com uma grande pesquisa de imagens, moda, cotidiano, personalidades, um grande apanhado de paisagem humana e tudo mais que pudesse dar o clima para conduzir a proposta estética do figurino. Provas de roupa foram feitas semanas antes da gravação, durante as quais fizemos testes de câmera com o figurino e a caracterização. Para traduzir a personalidade das personagens, começamos pelas roupas que ela usaria no dia a dia para, então, escolher o vestido da festa"

2. Escolhendo cada roupa:
"Foi difícil devido ao fato das roupas ficarem muito tempo em cena. O figurino precisou ser muito pensado, para que não falasse mais do que o texto e para complementar as intenções de cada cena. Também tivemos o cuidado de escolher peças que não ficassem desgastadas visualmente, por isso não trabalhamos com estampas, listas e padrões".

3. Um look para cada personagem:
"Todas as peças, tanto do elenco feminino quanto do masculino, são duplas. Exceto o vestido de festa da Angela Mahler, o qual temos três".

4. Conservação das peças:
"Lavamos o necessário para que não se estrague as roupas e ainda se consiga mantê-las limpas. Além disso, guardamos tudo em capas, usamos cabides especiais e nunca passamos as peças a ferro".

5. Grifes:
"Foi uma grande seleção. Os personagens usam marcas como Carolina Herrera, Lanvin, Anne Fontaine, Armani, Hugo Boss, Mabel Magalhães, Mara Mac, Divina Pele, Martu, Lafort, entre outras. Também contamos com muitos brechós de luxo".

6. Maior desafio:
"O maior desafio foi retratar o real black-tie brasileiro. Mostrar uma festa onde os convidados não vão somente para posar, mas para se divertir. Não reduzir o evento a uma reunião de celebridades".

Enviar por E-mail

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail

»Notícias Anteriores