Novela

As modas lançadas por Giovanna Antonelli nas novelas

Uma das maiores vitrines de tendências no Brasil, as novelas continuam seu legado de influenciar pessoas com o figurino de suas personagens. E se tem uma atriz que sentiu o gosto de lançar várias modas, foi Giovanna Antonelli. Ela é sucesso absoluto a cada aparição em uma trama, seja como garota de programa ou como uma mulher islâmica.

+ LINHA DO TEMPO COM AS PRINCIPAIS MODAS DE NOVELAS DE TODOS OS TEMPOS

No dia 18 de março, Giovanna completa 39 anos de idade e 24 de carreira. Para homenageá-la, reunimos as principais modinhas lançadas por ela nas telas.

CAPITÚ (2000)

O primeiro grande papel na TV foi em Laços de Família: Giovanna viveu a garota de programa que recebeu o nome da personagem do clássico Dom Casmurro, de Machado de Assis. Com visual simples, Capitu marcou as telas com longos cabelos cacheados e acessórios - os brincos de argola eram obrigatórios no visual da personagem.

JADE RACHID (2001)

No ano seguinte, Giovanna confirmou que seria a atriz da vez. Em O Clone, Jade era um combo de modas que se espalhou pelas ruas durante muito tempo. A mulçumana vivida por ela ostentava joias como braceletes, brincos poderosos e o item mais forte: o anel de corrente. Além disso, o jeito de usar o delineador virou hit e os lenços nos cabelos foram outro ponto de destaque no figurino de Jade.

ANITA GARIBALDI (2003)

Os fios longos e lisos da heroína de A Casa das Sete Mulheres foi o sucesso da vez. O público estava acostumado com os cabelos cacheados e com o visual forte que Jade deixou, mas Giovanna se mostrou versátil e criou uma imagem para Anita que caiu no gosto do público - e da crítica.

BÁRBARA CAMPOS SODRÉ (2004)

Cabelos mais uma vez foram o assunto em Da Cor do Pecado. A vilã Bárbara liderava a lista dos mais pedidos da Globo com um corte pixie estilizado. O visual contava com franja e a parte de trás repicada, em tom de loiro médio com mechas. Até no papel de odiada pelo público, o visual da atriz fez sucesso.

CLARICE FLORENTINO FERRAZ (2007)

Em Sete Pecados, o foco se virou para as unhas de Giovanna (que anos depois lançou sua própria linha de esmaltes). Clarice inovou a convencional francesinha feita com esmaltes de tons claros para fazer o estilo com o vermelho vibrante e pontas brancas. O visual era usado não só nas mãos, mas também nos pés e se tornaram o mais procurado nos salões.

ALMA JEQUITIBÁ DE MATOS (2008)

Em Três Irmãs, Giovanna contracenava com Cláudia Abreu e Carolina Dieckmann. Apesar de ser a irmã menos sofisticada do trio, Alma foi a que mais fez sucesso com estilo simples e discreto, cheio de vestidos de malha e tops com saia longa. As roupas eram sempre procuradas na central de atendimento da Globo e além delas, o cabelo (desta vez pintado de preto) também entrou na lista de favoritos.

HELOÍSA (HELÔ) (2012)

Com visual perua chic, a delegada de Salve Jorge teve o sucesso equivalente ao de Jade. Helô fez o público se encantar pelas camisas de seda estampadas e principalmente pelos acessórios. O bracelete inspirado em São Jorge foi sucesso absoluto e fez sucesso nas ruas de comércio popular (como na 25 de Março).

CLARA (2014)

Seu último sucesso de público foi na trama Em Família, em que viveu sua primeira personagem homossexual. Clara apostava nos bodies usados com roupas casuais, como jeans. A peça virou marca registrada na tela.
 

Enviar por E-mail

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail