Novela

Com inspiração em Gisele Bündchen e Carine Roitfeld, figurinista detalha as roupas de Verdades Secretas

Desde sua estreia em 8 de junho, a novela Verdades Secretas tem feito sucesso no horário das 21h. O universo da moda nunca foi tão controverso quanto na trama de Walcyr Carrasco, que explora verdades não tão verídicas inpiradas em personagens que já conhecemos. Mas além do polêmico book rosa e da estreante Camila Queiroz, a produção conta com outro atrativo: o figurino.

Pensado pela figurinista Ellen Milet, as peças desfiladas em cena já alcançam o topo da lista de mais pedidos da Globo. Em entrevista ao Chic, Ellen contou detalhadamente o processo criativo para desenvolver o visual das personagens e suas inspirações reais de figuras icônicas do meio.

Foi preciso uma extensa pesquisa para reunir diversas referências na hora de formar o figurino. "Foi longo e usei várias referências. A consultoria com o Dudu [Bertholini] me ajudou bastante com informações e contatos de muitas coisas que eu não conhecia no cenário de São Paulo"

Entre as inspirações mundiais, grandes fotógrafos estão na lista. "Consultei muita coisa de Peter Lindbergh e Helmut Newton, que tem essa coisa sensual em P&B". Entre ícones e grifes, ela relembra alguns nomes. "Chanel, Diana Vreeland e todos os ícones clássicos. É uma coisa da cultura do rico, misto de dinheiro e poder".

ANGEL

Para construir a imagem da protagonista, Ellen diz que a primeira fase - de quando Angel chega a São Paulo para ser modelo - teve como inspiração Gisele Bündchen no início de carreira. "Eu ainda não sabia direito como ela seria e vi uma foto da Gisele sentada no meio fio vestindo jeans, colete e coturno. Logo pensei: 'é a Angel'. Deixo essa foto na minha mesa até hoje".


A foto de Gisele que serviu como inspiração para a construção de Angel

Depois de ser tornar modelo, Angel ganha guarda-roupa novo e o cuidado foi para que a mudança fosse sutil. "Foi difícil porque nas novelas você toma um banho de loja e já o suficiente para aparecer maravilhosa e de salto. A primeira coisa é não jogar nada fora, mesmo as mais pobrinhas. Banho de loja é informação para combinar as duas coisas e manter quem ela é, ela não perdeu a essência".

FANNY


Marieta Severo como Fanny e a editora de moda Carine Roitfeld

Já a dona da agência de modelos - e cafetina de luxo - vivida por Marieta Severo ganhou inspiração de Carine Roitfield. "Ela foi importante na construção da Fanny porque ela é o símbolo do porn chic e colocou isso na moda. Eu sabia que não poderia fazer o mesmo look por questões de texto e ela não poderia ser tão sofisticada, mas deu certo".

ALEX E VISKY

Na ala masculina, direções totalmente opostas representam os homens: o galã de Rodrigo Lombardi e o divertido Rainer Cadete. "O Lombardi é todo o homem italiano, que acredita e faz o homem bonito e elegante. Ele só usa grifes italianas como Zegna. Nunca tinha feito um homem rico e me baseei nos clássicos filmes italianos"

Já o booker Visky tenta reunir todas as faces dos gays. "Eu não queria fazer uma coisa caricata porque todos os gays são diferentes. Tenho amigos como o Visky e outros que se vestem completamente o oposto dele. No começo achávamos que seria demais, em outros que seria pouco até chegar em alguém que conhecemos, que é possível e não caricato".

LARISSA

O figurino de Grazi Massafera em cena foi pensado minuciosamente para ser descontruído quando a personagem se afunda nas drogas. "Ela tem um estilo boho, meio hippie. Pensei em começar com ela bem montada para poder ir tirando aos poucos. Esse visual cheio de acessórios, colete, franja, boca de sino, é muita informação - que foi sumindo devagar".

OS MAIS PEDIDOS

Entre os sucessos de público estão dois modelos usados por Angel - um deles, o vestido branco assinado por Marcelo Quadros, usado pela personagem em seu primeiro encontro com Alex. "Fizemos um editorial para o caderno Ela antes da novela começar. Me pediram para usar roupas que não tivessem nada a ver com a personagem, mas quando vi nela achei lindo. Pensei na cena e falei: vamos usar".


Camila Queiroz em editorial do caderno Ela


Em cena com o vestido de Marcelo Quadros

Outro modelo de destaque foi o brilhante da Mares usado por Angel para seu book e em seguida na festa da rival Giovanna. "O marrom e preto era na verdade um longo que eu cortei bem curtinho e fiz um decote nas costas. É uma coisa que gosto de fazer, mexer nas roupas que chegam para mim".

E falando em Giovanna, o brinco pendente da personagem é outro sucesso na central da Globo. "Sempre peço para as pessoas me trazerem coisas de onde estiverem e tinha uma amiga em Berlim. Ela me trouxe uma mala cheia de acessórios de camelôs e brechós de lá e eu acabei ficando só com esse brinco. Achei legal, foi um modelo que usei muito nos anos 1980".

Enviar por E-mail

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

Enviar por E-mail