Viajante Chic

12 itens para não esquecer antes de fazer as malas para uma viagem internacional #checklist

Alguns itens merecem atenção especial antes de fazer sua mala e embarcar para outro país. Caso você deixe tudo para a última hora sua viagem pode ser arruinada com facilidade antes mesmo de embarcar.

A melhor fonte na montagem desse checklist é o livro Viajante Chic, de Gloria Kalil, que fala tudo sobre viagens para que você não tenha problema algum. Tomas Perez, presidente da agência Teresa Perez Tours, também deu sua contribuição vailosa. Anote:

1. CLIMA LOCAL
Saber sobre o clima é essencial na hora de montar a mala. Consulte sites que dão a previsão para os dias que você estará no país e tenha uma boa noção sobre possíveis “catástrofes naturais” que possam acontecer – nevascas, época de inundações e cia.

2. CHEQUE A VALIDADE DO PASSAPORTE

Diversos países não permitem a entrada quando faltam menos de seis meses para ele vencer, como os Estados Unidos. Na Europa, 26 países não aceitam o documento com menos de três meses de validade, entre eles estão Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, França, Grécia, Holanda, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça.

3. SE FOR DIRIGIR

Para quem planeja alugar um carro no país que vai visitar recomendo que leve a Permissão Internacional para Dirigir (um documento que permite guiar, por exemplo, nos Estados Unidos e deve ser providenciado antes da viagem). "Também é interessante que todos os participantes adultos da viagem tenham o documento, assim podem se revezar ao volante”, completa Tomaz.



4. DOCUMENTOS NA IMIGRAÇÃO
Em viagens internacionais, no setor de imigração, pode haver a necessidade de mostrar outros documentos e informações - como cartão de crédito, passagem de volta ao país de origem, reserva em hotel e seguro viagem internacional. Deixe tudo isso na sua bagagem de mão, em uma pasta.

5. HÁBITOS E IDIOMA LOCAL
Tenha um guia do país que você vai visitar. “Além de saber tudo sobre o lugar e locais para visitar é uma boa alternativa para saber sobre hábitos como a siesta dos europeus, o feriado aos sábados (sabá) em Israel, hábitos alimentares e restrições religiosas e culturais de cada um. Leve também um dicionário do idioma para consultar frases básicas. É uma mão na roda”, ressalta Gloria.

6. CONTATO DA EMBAIXADA E CONSULADO
Tenha a mão o endereço e telefone da embaixada e consulados brasileiros no seu país de destino. Pode ser útil em caso de emergências e problemas com documentos.

7. VACINAS
Muitos países da América do Sul e África exigem o Certificado Internacional de Vacinação contra a Febre Amarela. Esta vacina precisa ser tomada pelo menos 11 dias antes da viagem, portanto é importantíssimo se informar a respeito em tempo hábil.

8. MAPAS E APLICATIVOS
“Providenciar mapas de papel é essencial em qualquer viagem, assim não ficamos dependendo do celular se a bateria acabar. Mapas tradicionais também são ótimas lembranças de viagem, mas nada supera a praticidade de aplicativos de celular, que permitem traçar as rotas e planejar melhor cada trajeto – já baixe um GPS local”, comenta Tomas.

9. HABILITE SEU CELULAR

Quem quiser usar o celular na viagem para fazer ligações deve habilitar a opção com a operadora o serviço de roaming internacional.



10. RESTRIÇÕES DE BAGAGEM

É preciso ficar atento ao transporte de alguns itens na bagagem por terem a entrada proibida ou restrita em outros países. Voos internacionais também proíbem na bagagem de mão: objetos cortantes ou perfurantes, como canivetes, tesouras de unha e etc (estes itens só devem ser levados na bagagem despachada). O transporte de líquidos em voos internacionais deve ser feito em frascos com menos de 100 ml para a bagagem de mão.

11. MEDICAMENTOS

Os medicamentos, por exemplo, podem sofrer fiscalização, por isso é importante não esquecer a prescrição médica e lembrar de levar (preferivelmente na bagagem de mão) os medicamentos necessários para a duração da viagem. 

12. ADAPTADORES

Para recarregar o celular, câmera, notebook ou outros gadgets compre  um adaptador universal, acessório que pode ser usado em todas as tomadas em mais de 150 países. É possível encontrá-lo em lojas online, endereços especializados em aparelhos eletrônicos, ou até mesmo em lojinhas nos aeroportos – mas neste caso eles são consideravelmente mais caros.